Bando ataca presídio e resgata três reeducandos

Uma ação ousada ocorrida no presídio Desembargador Luiz de Oliveira Souza, em Arapiraca, resultou na fuga de três reeducandos na madrugada desta segunda-feira (19). Houve troca de tiros. Um preso foi ferido na perna.

Uma ação ousada ocorrida no presídio Desembargador Luiz de Oliveira Souza, em Arapiraca, resultou na fuga de três reeducandos na madrugada desta segunda-feira (19). Houve troca de tiros. Um preso foi ferido na perna.
Uma ação ousada ocorrida no presídio Desembargador Luiz de Oliveira Souza, em Arapiraca, resultou na fuga de três reeducandos na madrugada desta segunda-feira (19). Houve troca de tiros. Um preso foi ferido na perna. (Foto: Voney Malta)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Alagoas247 - De acordo com o superintendente de Administração Penitenciária, coronel Carlos Luna, dois veículos teriam parado em frente à unidade prisional por volta das 4h. Vários homens armados desceram dos carros e efetuaram diversos disparos contra os agentes penitenciários. Enquanto acontecia a troca de tiros, os reeducandos colocavam em prática um plano de fuga. 

Eles haviam serrado as grades da sela e fugido para o pátio externo após passarem por um buraco aberto na parede. Durante a troca de tiros, os quatro presos pularam o muro da unidade prisional. Um deles entrou em um dos veículos e escapou junto com o bando armado. Por conta da má visibilidade, os agentes não souberam informar o destino dos outros três.

Após realizar rondas, a polícia conseguiu recapturar um dos reeducandos que havia sido baleado durante a troca de tiros. Ele estava machucado na perna e foi encaminhado para o hospital.

Conseguiram fugir os reeducandos Edilson Costa de Araújo, Marcos Roberto da Silva e Fernando Ribeiro de Jesus. De acordo com o coronel Luna, diversas cápsulas de fuzil 762 foram encontradas nas imediações do presídio, mas os primeiros levantamentos da ação estão sendo feitos nesta manhã. 

“Essa foi uma ação orquestrada com o objetivo de fazer o resgate de presos. Enquanto os agentes trocavam tiros com o grupo, os reeducandos, que já haviam serrado as grades e aberto um buraco na parede, pulavam o muro”, destaca o superintendente.

Com gazetaweb.com

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email