Barbosa: Copa pode ser bem ruim para a imagem do País

Presidente do Supremo diz que essa é a expectativa, "diante de tudo que está sendo noticiado"; "As pessoas responsáveis não se prepararam como deveriam para um evento desse porte", afirma, em entrevista; ministro acrescenta, no entanto, que "ainda tem esperança" de que o evento "vá ser uma grande festa"

Presidente do Supremo diz que essa é a expectativa, "diante de tudo que está sendo noticiado"; "As pessoas responsáveis não se prepararam como deveriam para um evento desse porte", afirma, em entrevista; ministro acrescenta, no entanto, que "ainda tem esperança" de que o evento "vá ser uma grande festa"
Presidente do Supremo diz que essa é a expectativa, "diante de tudo que está sendo noticiado"; "As pessoas responsáveis não se prepararam como deveriam para um evento desse porte", afirma, em entrevista; ministro acrescenta, no entanto, que "ainda tem esperança" de que o evento "vá ser uma grande festa" (Foto: Gisele Federicce)

247 – O ministro Joaquim Barbosa acredita que a Copa do Mundo no Brasil "pode ser bem ruim para a imagem do País", "diante de tudo que está sendo noticiado". Ele concedeu entrevista ao jornal O Globo sobre o assunto dois dias antes de anunciar sua aposentadoria do Supremo Tribunal Federal, nesta quinta-feira 29.

"As pessoas responsáveis não se prepararam como deveriam para um evento desse porte", opina Barbosa. Ele acrescenta, no entanto, que "ainda tem esperança" de que o evento "vá ser uma grande festa, apesar de tudo que vem sendo relatado". Já em termos de organização, "temos de aguardar...", diz.

Ao falar sobre as exigências da Fifa com o Brasil, disse que "faltou um governo com a visão clara dos interesses nacionais, do orgulho e da honra do País". Em sua opinião, "não se pode encarar a Copa como um favor, tem de haver uma contrapartida" e é preciso "botar na balança os interesses dos dois lados".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247