Base de Alckmin esvazia comissões na Assembleia

Numa estratégia da base aliada do governador Geraldo Alckmin (PSDB), colegiados na Assembleia Legislativa de São Paulo não funcionam por falta de quorum e disputa política; por outro lado, temas de interesse do governo estadual têm tramitação acelerada

Numa estratégia da base aliada do governador Geraldo Alckmin (PSDB), colegiados na Assembleia Legislativa de São Paulo não funcionam por falta de quorum e disputa política; por outro lado, temas de interesse do governo estadual têm tramitação acelerada
Numa estratégia da base aliada do governador Geraldo Alckmin (PSDB), colegiados na Assembleia Legislativa de São Paulo não funcionam por falta de quorum e disputa política; por outro lado, temas de interesse do governo estadual têm tramitação acelerada (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A base do governo de Geraldo Alckmin (PSDB) tem colocado em prática uma estratégia para que as comissões da Assembleia Legislativa de São Paulo não funcionem.

Reportagem da Folha de S.Paulo publicada neste sábado 19 aponta que os colegiados registram falta de quorum e disputa política, enquanto temas de interesse do governo estadual têm tramitação acelerada na Casa.

O esvaziamento inclui Comissões Parlamentares de Inquérito (CPI). O deputado José Américo, do PT, que preside a comissão de Infraestrutura, diz que convoca os colegas para as reuniões, mas não tem sucesso.

O parlamentar acredita que haja orientação do presidente da Casa, Cauê Macris (PSDB), ou do líder do governo, Barros Munhoz (PSDB), para que a base não compareça.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email