BDMG reduz taxas de financiamento para capital de giro

O Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) reduziu, novamente, suas taxas para financiamentos a micro e pequenas empresas; o capital de giro estará mais barato e poderá ser utilizado para diversas finalidades, como o pagamento de funcionários, equilíbrio do fluxo de caixa, compra de máquinas e equipamentos, reposição de estoque e expansão do negócio, com taxas a partir 1,64% e prazo de até 48 meses para pagar (taxa anterior: 1,71%)  

O Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) reduziu, novamente, suas taxas para financiamentos a micro e pequenas empresas; o capital de giro estará mais barato e poderá ser utilizado para diversas finalidades, como o pagamento de funcionários, equilíbrio do fluxo de caixa, compra de máquinas e equipamentos, reposição de estoque e expansão do negócio, com taxas a partir 1,64% e prazo de até 48 meses para pagar (taxa anterior: 1,71%)
 
O Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) reduziu, novamente, suas taxas para financiamentos a micro e pequenas empresas; o capital de giro estará mais barato e poderá ser utilizado para diversas finalidades, como o pagamento de funcionários, equilíbrio do fluxo de caixa, compra de máquinas e equipamentos, reposição de estoque e expansão do negócio, com taxas a partir 1,64% e prazo de até 48 meses para pagar (taxa anterior: 1,71%)   (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Minas 247 - O Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) reduziu, novamente, suas taxas para financiamentos a micro e pequenas empresas. A partir desta terça-feira (22), o capital de giro estará mais barato e poderá ser utilizado para diversas finalidades, como o pagamento de funcionários, equilíbrio do fluxo de caixa, compra de máquinas e equipamentos, reposição de estoque e expansão do negócio, com taxas a partir 1,64% e prazo de até 48 meses para pagar (taxa anterior: 1,71%).

Para as regiões com IDH-M abaixo da média dos IDH-M do estado, a redução foi ainda maior: de 1,55% para 1,48% ao mês, com prazo estendido de até 51 meses para quitar o financiamento. Já o produto Minas Criativa, para o fomento da economia da cultura e do conhecimento, que era a partir de 1,60% ao mês, passou para 1,53% a.m..

A iniciativa tem o objetivo de estimular a economia por meio da atividade empresarial, contribuindo para a geração de emprego e renda. De acordo com o presidente do banco, Marco Crocco, “o BDMG reduz suas taxas de financiamento alinhado aos compromissos do Governo do Estado de Minas Gerais com o desenvolvimento das empresas mineiras e com a retomada da atividade econômica”, pontua o

Em abril deste ano, 18 produtos do BDMG tiveram suas taxas reduzidas em até 3,44 pontos percentuais (ano), alcançando todos os segmentos de atuação da instituição. A revisão permanente dos preços é possível graças à queda na Selic, captações feitas pelo banco com custos mais baixos, redução dos spreads e cortes de gastos internos realizados na atual gestão.

*Com assessoria

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email