Bezerra critica Dilma, mas diz ser contra impeachment

Senador Fernando Bezerra Coelho (PSB) criticou o governo da presidente Dilma Rousseff (PT) ao participar, no Recife, de evento realizado pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM); Bezerra, que foi ministro da Integração Nacional no governo da petista, disse, no entanto, ser contra o impeachment; "O governo está lento, tem errado sistematicamente, não tem dito a verdade sobre o quadro fiscal brasileiro e vem postergando medidas importantes para a gente sair rapidamente da crise. A falta de consistência nas ações governamentias estão colocando em risco o próprio ano de 2016. Isso é abusar da paciência da população brasileira”

Senador Fernando Bezerra Coelho (PSB) criticou o governo da presidente Dilma Rousseff (PT) ao participar, no Recife, de evento realizado pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM); Bezerra, que foi ministro da Integração Nacional no governo da petista, disse, no entanto, ser contra o impeachment; "O governo está lento, tem errado sistematicamente, não tem dito a verdade sobre o quadro fiscal brasileiro e vem postergando medidas importantes para a gente sair rapidamente da crise. A falta de consistência nas ações governamentias estão colocando em risco o próprio ano de 2016. Isso é abusar da paciência da população brasileira”
Senador Fernando Bezerra Coelho (PSB) criticou o governo da presidente Dilma Rousseff (PT) ao participar, no Recife, de evento realizado pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM); Bezerra, que foi ministro da Integração Nacional no governo da petista, disse, no entanto, ser contra o impeachment; "O governo está lento, tem errado sistematicamente, não tem dito a verdade sobre o quadro fiscal brasileiro e vem postergando medidas importantes para a gente sair rapidamente da crise. A falta de consistência nas ações governamentias estão colocando em risco o próprio ano de 2016. Isso é abusar da paciência da população brasileira” (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Pernambuco 247 - O senador Fernando Bezerra Coelho (PSB) criticou o governo da presidente Dilma Rousseff (PT) ao participar na quinta-feira, no Recife, de evento realizado pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM). Bezerra, que foi ministro da Integração Nacional no governo da petista, disse, no entanto, ser contra o impeachment.

"O governo está lento, tem errado sistematicamente, não tem dito a verdade sobre o quadro fiscal brasileiro e vem postergando medidas importantes para a gente sair rapidamente da crise. A falta de consistência nas ações governamentias estão colocando em risco o próprio ano de 2016. Isso é abusar da paciência da população brasileira”.

Apesar das críticas ao governo federal, o senador se colocou contra o impeachment de Dilma diante dos fatos atuais e disse que essa decisão é do PSB e de “meia torcida do Flamengo e Corinthians”. Reforçando o posicionamento do partido, ele criticou a concentração de recursos pela União e defendeu um novo pacto federativo. “Os Estados e municípios estão enfrentando problemas de equilibrar suas contas”, declarou.

No âmbito local, Bezerra defendeu a decisão da direção estadual do PSB de colocar o comando da comissão provisória em Petrolina nas mãos de seu grupo político. “Foi uma leitura correta do resultado das últimas eleições no sentido de dar ao grupo majoritário do PSB as condições de encaminhar o projeto sucessório na cidade”, disse.

O senador negou que a preferência pelo deputado estadual Miguel Coelho, seu filho, para assumir a comissão provisória seja um indicativo de que ele venceu a quebra de braço com os demais pré-candidatos Lucas Ramos (deputado estadual) e Gonzaga Patriota (deputado federal).

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email