BH registra o menor índice de homicídio dos últimos 17 anos

Segundo a Polícia Civil, metade dos homicídios em Belo Horizonte estão ligados direta ou indiretamente ao tráfico de drogas; a desarticulação de quadrilhas de traficantes ajudou na queda dos índices de violência na capital mineira, fazendo com que a taxa de homicídios seja a menor dos últimos 17 anos

Governador Fernando pimentel entrega bases móveis, programa mais segurança. 28-08-2017- Palácio da Liberdade Foto: Manoel Marques/imprensa-Mg
Governador Fernando pimentel entrega bases móveis, programa mais segurança. 28-08-2017- Palácio da Liberdade Foto: Manoel Marques/imprensa-Mg (Foto: Charles Nisz)

Minas 247 - Para a Polícia Civil, a desarticulação de quadrilhas de traficantes ajudou na queda dos homicídios em Belo Horizonte. A taxa verificada na capital mineira é a menor dos últimos 17 anos. O secretário de Estado de Segurança Pública, Sérgio Barboza Menezes, também atribui a redução também ao reforço de 2.800 policiais militares.

Dos homicídios em BH, 39% foram motivados pelo tráfico e outros 10% por brigas entre quadrilhas. Cerca de 82% das mortes foram causas por armas de fogo. O sociólogo e membro do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Robson Sávio, diz que a queda é positiva, mas que isso não pode ser medido só por estatísticas.

Apesar da queda, a taxa de homicídios em BH, de 20,5 mortes por 100 mil habitantes, é o dobro da taxa aceita pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para caracterizar um nível epidêmico de violência nas cidades. Uma taxa acima de 10 homicídios por 100 mil habitantes é considerada como violenta.

Crimes contra o patrimônio também têm taxa alta na capital mineira. De janeiro a outubro do ano passado, foram 32.702 roubos em Belo Horizonte, enquanto no mesmo período de 2016 foram 38.899. A redução é de 16%, a maior dos últimos seis anos, segundo a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp).

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247