Bia Doria pede para Luiza Brunet fazer as pazes com ex-marido que a agrediu

Esposa do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), Bia Doria fez um apelo para que Luiza Brunet faça uma conciliação na Justiça com seu ex-marido, o empresário Lírio Parisotto; "Eu gosto dos dois, sou amiga dos dois!", disse a primeira-dama da capital paulista; Luiza teve quatro costelas fraturadas; um vídeo mostra o bilionário dando chutes na modelo; ele foi condenado a um ano de serviços comunitários e chamou a Lei Maria da Penha de "leizinha vagabunda"

Esposa do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), Bia Doria fez um apelo para que Luiza Brunet faça uma conciliação na Justiça com seu ex-marido, o empresário Lírio Parisotto; "Eu gosto dos dois, sou amiga dos dois!", disse a primeira-dama da capital paulista; Luiza teve quatro costelas fraturadas; um vídeo mostra o bilionário dando chutes na modelo; ele foi condenado a um ano de serviços comunitários e chamou a Lei Maria da Penha de "leizinha vagabunda"
Esposa do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), Bia Doria fez um apelo para que Luiza Brunet faça uma conciliação na Justiça com seu ex-marido, o empresário Lírio Parisotto; "Eu gosto dos dois, sou amiga dos dois!", disse a primeira-dama da capital paulista; Luiza teve quatro costelas fraturadas; um vídeo mostra o bilionário dando chutes na modelo; ele foi condenado a um ano de serviços comunitários e chamou a Lei Maria da Penha de "leizinha vagabunda" (Foto: Gisele Federicce)

Da Revista Fórum - Bia Doria, esposa do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB-SP), fez um apelo a Luiza Brunet para que ela faça uma conciliação na Justiça com seu ex, Lírio Parisotto. “Eu gosto dos dois, sou amiga dos dois!”, disse a primeira-dama.

A atriz pede parte do patrimônio do empresário em uma disputa judicial. E logo mudou de assunto – ela também acusa Parisotto de tê-la agredido, o que ele sempre negou.

Brunet chegou a divulgar fotos com hematomas no rosto e também um vídeo onde o bilionário aparece chutando a atriz. Vazou também a tomografia dela com quatro costelas quebradas.

Em junho deste ano, o empresário se encontrou num restaurante com os deputados Benito Gama (PTB-BA) e Arthur Maia (PPS-BA). Na ocasião, Parisotto teria dito: “Leizinha vagabunda é essa tal de Maria da Penha. Vocês tinham que revogá-la”.

No mesmo mês, o empresário foi condenado a um ano de serviços comunitários.

*Com informações da coluna de Mônica Bergamo

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247