Bia Doria pode ser levada a CPI da Lei Rouanet

A futura primeira-dama da cidade de São Paulo, Bia Doria, pode ser intimada a comparecer à CPI da Lei Rouanet no Congresso; no fim de semana, foram publicadas duas entrevistas em qua a artista plástica fez declarações consideradas elitistas, o que chamou a atenção para seu trabalho artístico e, principalmente, as fontes de financiamento; desde 2014, quatro propostas de Bia foram autorizadas a captar R$ 3,5 milhões

Bia Doria pode ser levada a CPI da Lei Rouanet
Bia Doria pode ser levada a CPI da Lei Rouanet (Foto: Fredy Uehara )

SP 247 - A futura primeira-dama da cidade de São Paulo, Bia Doria, pode ser intimada a comparecer à CPI da Lei Rouanet no Congresso, diz a coluna de Monica Bergamo na Folha de S.Paulo.

No fim de semana, foram publicadas duas entrevistas em qua a artista plástica fez declarações consideradas elitistas, o que chamou a atenção para seu trabalho artístico e, principalmente, as fontes de financiamento. Desde 2014, quatro propostas de Bia foram autorizadas a captar R$ 3,5 milhões.

Os advogados da mulher de João Doria (PSDB) negam que haja irregularidades. 

"A proposta foi apresentada nesta segunda (10) pela deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ). Ela pede que a artista plástica esclareça projetos que realizou com apoio da Rouanet. Desde 2014, quatro propostas de Bia foram autorizadas a captar R$ 3,5 milhões.

Jandira diz querer apurar se houve tráfico de influência no pedido à Apex Brasil, agência do governo federal responsável pelo fomento à exportação, para patrocinar exposição de Bia. "Queremos entender como é isso, porque ela é recorrente solicitadora da Rouanet", afirma. "Não há motivação política. Toda denúncia que chegar na minha mão que envolva captação nós vamos apurar."

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247