Bienal do livro: Associação recebe 15 títulos em braile

A Associação de Cegos de Alagoas (ACL) recebe, nesta sexta-feira (27), 15 títulos de diversas obras disponibilizadas e selecionadas pelo Conselho Editoral do Senado Federal; entrega será realizada na VII Bienal Internacional do Livro de Alagoas, realizada no Centro de Convenções de Maceió; as obras tratam sobre a legislação brasileira e temas ligados à cidadania e por meio da leitura em braile, as obras vão garantir aos cegos conhecer seus direitos; o senador Fernando Collor (PTB/AL) destacou que as publicações selecionadas pelo Senado prestam um serviço de interesse público. "Estamos constatando obras impressas no Senado Federal que possuem, sem dúvida, uma finalidade pública. Esses impressos em braile garantem acesso ao conhecimento e cumprem uma função social importante"

A Associação de Cegos de Alagoas (ACL) recebe, nesta sexta-feira (27), 15 títulos de diversas obras disponibilizadas e selecionadas pelo Conselho Editoral do Senado Federal; entrega será realizada na VII Bienal Internacional do Livro de Alagoas, realizada no Centro de Convenções de Maceió; as obras tratam sobre a legislação brasileira e temas ligados à cidadania e por meio da leitura em braile, as obras vão garantir aos cegos conhecer seus direitos; o senador Fernando Collor (PTB/AL) destacou que as publicações selecionadas pelo Senado prestam um serviço de interesse público. "Estamos constatando obras impressas no Senado Federal que possuem, sem dúvida, uma finalidade pública. Esses impressos em braile garantem acesso ao conhecimento e cumprem uma função social importante"
A Associação de Cegos de Alagoas (ACL) recebe, nesta sexta-feira (27), 15 títulos de diversas obras disponibilizadas e selecionadas pelo Conselho Editoral do Senado Federal; entrega será realizada na VII Bienal Internacional do Livro de Alagoas, realizada no Centro de Convenções de Maceió; as obras tratam sobre a legislação brasileira e temas ligados à cidadania e por meio da leitura em braile, as obras vão garantir aos cegos conhecer seus direitos; o senador Fernando Collor (PTB/AL) destacou que as publicações selecionadas pelo Senado prestam um serviço de interesse público. "Estamos constatando obras impressas no Senado Federal que possuem, sem dúvida, uma finalidade pública. Esses impressos em braile garantem acesso ao conhecimento e cumprem uma função social importante" (Foto: Voney Malta)

Alagoas247 - A Associação de Cegos de Alagoas (ACL) recebe, nesta sexta-feira (27), 15 títulos de diversas obras disponibilizadas e selecionadas pelo Conselho Editoral do Senado Federal. A entrega será realizada na VII Bienal Internacional do Livro de Alagoas, realizada no Centro de Convenções de Maceió. As obras versam sobre a legislação brasileira e temas ligados à cidadania. Por meio da leitura em braile, as obras vão garantir aos cegos conhecer seus direitos.

De acordo com o servidor do Senado Federal, Washington Brito, que foi enviado para ajudar na divulgação do material, os títulos que serão entregues fazem parte de um acervo que dispõem de 119 publicações em braile. Ele destacou ainda que essa é uma política que o Senado adota há alguns anos, com o objetivo de fomentar a divulgação dos direitos assegurados em lei.

Em entrevista à imprensa, o senador Fernando Collor (PTB/AL) destacou que as publicações selecionadas pelo Senado prestam um serviço de interesse público. "Estamos constatando obras impressas no Senado Federal que possuem, sem dúvida, uma finalidade pública. Esses impressos em braile garantem acesso ao conhecimento e cumprem uma função social importante", disse Collor.

Entre as obras que serão doadas, estão notícias históricas sobre o trabalho de parlamentares no Congresso Nacional, os Estatutos da Criança e do Adolescente (ECA) e do Desarmamento, livros de cordel e outros. O estande dispõe também de obras que contam a história sobre ''A Presença Negra em Alagoas'', o "ABC das Alagoas", composto em três volumes, e o livro "Origens da Legislação Trabalhista Brasileira - Exposições de Motivo de Lindolfo Collor".

O presidente do Instituto Arnon de Mello (IAM), Carlos Mendonça visitou o estande do Senado e conheceu de perto as obras disponibilizadas para a sociedade alagoana por preços módicos. Para o presidente do IAM, a bienal é um evento notável e uma oportunidade de a sociedade alagoana "adquirir obras magníficas, não só no estande do Senado, mas nos demais".

Com gazetaweb.com e assessoria

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247