Biitencourt sai na frente ao apresentar propostas

Candidato a prefeito de Goiânia pelo PTB, engenheiro Luiz Bittencourt bem priorizando debate nas redes sociais e contato com especialistas e moradores para montar seu plano de governo; ex-deputado, Bittencourt já tem propostas para Goiânia, como a "Estação Cidade Interativa, um local para integração de jovens e adultos com infraestrutura pedagógica, e o "Goiânia Um Milhã de Olhos", plataforma digital que vai permitir ao cidadão enviar fotos de demandas como buracos nas ruas, mato alto e lâmpadas apagadas

bittencourt
bittencourt (Foto: José Barbacena)

Diário da Manhã (Helton Lenine) - Diferente dos outros postulantes ao cargo de prefeito de Goiânia, o engenheiro Luiz Bittencourt (PTB) já deu início à formulação do seu plano de governo. E não é conversa fiada de candidato: a prova disso é que algumas das propostas ele inclusive já apresentou nas entrevistas a veículos de comunicação ou nas redes sociais, onde tem se destacado pelo uso inteligente do Facebook, do Twitter, do Instagram e pela forma como interage com seus seguidores.

Bittencourt está um passo a frente dos outros pré-candidatos porque encontrou o tom do discurso. Ele consegue se equilibrar entre as críticas firmes aos seus adversários e o discurso técnico. É cirúrgico ao apontar defeitos do grupo político que governa Goiânia desde 2001, liderado pelo ex-prefeito Iris Rezende (outra vez candidato) e pelo atual prefeito, Paulo Garcia (PT). Em síntese, o pré-candidato do PTB não só ataca o flanco inimigo - como geralmente faz a oposição - mas também constrói alternativas e apresenta soluções.

No que tange ao enfrentamento com os adversários, Bittencourt demonstra que até aqui é o único capaz de tirar o favorito Iris da zona de conforto. Foi o que aconteceu, por exemplo, no debate sobre o rombo na prefeitura de Goiânia. Depois de Paulo Garcia declarar em público que Iris deixou dívidas de R$ 200 milhões na Saúde e R$ 115 milhões no Instituto Municipal de Assistência ao Servidor (Imas), Bittencourt foi à rádio Vinha FM exigir que o prefeito diga - ainda que tardiamente - onde mais a “gestão populista de Iris causou estragos”. A resposta do velho cacique do PMDB veio num tom de voz alterado, conforme descreveu o radialista Altair Tavares, que o entrevistou. O peemedebista afirmou que as declarações do engenheiro eram “irresponsáveis” e que tudo não passava de “conversa fiada”.

O fato de se opor a Iris não faz de Bittencourt aliado de Paulo Garcia. Muito pelo contrário: nas redes sociais, o engenheiro mostra obras paradas e equívocos da atual administração com frequência diária. Nesta semana, ele cobrou a gestão do PT pela obra do CMEI do Parque Ateneu 2, que está paralisada há seis meses e que deveria ter sido entregue em setembro de 2015. Também comentou a construção de um teleférico no parque Mutirama, que segundo ele “é o símbolo perfeito do amadorismo e da falta de planejamento que norteiam as ações da prefeitura de Goiânia”, por ter apresentado problemas de segurança, suspeitas de corrupção e por ter sofrido adiamentos na data de entrega.

PROPOSTAS

Em praticamente todas observa-se o interesse do engenheiro em explorar a tecnologia para melhorar os serviços oferecidos pela prefeitura. É o caso, por exemplo, do programa Goiânia Um Milhão de Olhos, que segundo ele consiste na criação de uma plataforma digital que permita o contato entre o goianiense e a administração 24 horas por dia. Nela, o cidadão poderia informar todo tipo de problema - buracos, lâmpadas queimadas, bueiros entupidos, etc - e, desta forma, ajudar o prefeito a dar respostas imediatas.

O engenheiro afirma que a cidade precisa de uma gestão “técnica e inovadora”. Ele se coloca como o candidato capaz de mirar nas soluções para as graves questões urbanas “deixando a política de lado”. Um conceito que a população, cansada de conchavos e acertos de gabinete e de escândalos, como os que movimentam o noticiário em Brasília, certamente valoriza.

“A próxima eleição é a hora de se promover esta mudança radical”, vaticina Bittencourt. “Esta é a nossa proposta. Independência e oposição ao que aí está e não deu certo”. Nas redes sociais, o pré-candidato a prefeito tem posicionado de forma crítica a respeito da administração do prefeito Paulo Garcia e de seu padrinho político, Iris, atribuindo a eles a responsabilidade por problemas que se agravaram nos últimos anos na mobilidade urbana, na Educação e na Saúde.

Veja abaixo as principais propostas já apresentadas por de Bittencourt:


“Goiânia Um milhão de olhos”
Plataforma digital que vai permitir ao morador de Goiânia informar problemas do dia a dia, como buracos nas ruas, mato alto, lâmpadas queimados. Objetivo é dar voz ao cidadão e agilizar os serviços de infraestrutura da prefeitura.

“Estação Cidade Interativa”
São 12 centros espalhados pela Capital com prédios modernos de dois andares e estrutura funcional. Salas vão estar equipadas com computadores, rede wi-fi e biblioteca digital. Anexo aos prédios, áreas livres para práticas esportivas, apresentações, shows, musicais e convivência social.


“Goiânia Esporte Total”
Seis centros olímpicos para desenvolvimento esportivo de jovens talentos. Espaço contará com estrutura para prática de futebol, vôlei, basquete, judô, ciclismo, atletismo, futsal, skate e natação;


“Goiânia sem burocracia”
Agilizar todo o processo de aprovação de projetos, emissão de alvarás e certidões, pagamento de impostos. Excesso de burocracia atrasa o desenvolvimento da cidade e causa irritação nos moradores. Objetivo do programa é tornar tudo mais ágil e ao alcance do cidadão.

Central de Inteligência da Guarda
Apesar de a lei dizer que Segurança é atribuição dos governos estaduais, Bittencourt defende que a prefeitura também atue no combate à criminalidade. O engenheiro defende forte investimento na Guarda Municipal. Está nos seus planos a criação de uma Central de Inteligência, que funcionaria em absoluta consonância com a Central de Inteligência da Segurança Pública de Goiás.

Redução de secretarias
A proposta do pré-candidato a prefeito Luiz Bittencourt é reduzir para cinco o número de secretarias e para cinco o número de órgãos auxiliares da prefeitura de Goiânia. As cinco secretarias seriam: Gestão e Planejamento, Saúde, Educação e treinamento profissional, Segurança e Cidadania, e Mobilidade, Transporte e Infraestrutura. Essa estrutura enxuta facilitaria o uso de novas tecnologias e permitiria à administração que desse soluções rápidas aos problemas da cidade.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247