Black Friday fracassa em Maceió

A 6ª edição da Black Friday, evento anual que traz grandes descontos no setor de comércio e serviços, não deu certo em Maceió, pelo menos nas lojas do Centro da capital; o que se viu por lá foi o baixo movimento de clientes; cenário bem diferente de anos anteriores, quando consumidores disputavam espaço e corriam dentro das lojas em busca das melhores ofertas

A 6ª edição da Black Friday, evento anual que traz grandes descontos no setor de comércio e serviços, não deu certo em Maceió, pelo menos nas lojas do Centro da capital; o que se viu por lá foi o baixo movimento de clientes; cenário bem diferente de anos anteriores, quando consumidores disputavam espaço e corriam dentro das lojas em busca das melhores ofertas
A 6ª edição da Black Friday, evento anual que traz grandes descontos no setor de comércio e serviços, não deu certo em Maceió, pelo menos nas lojas do Centro da capital; o que se viu por lá foi o baixo movimento de clientes; cenário bem diferente de anos anteriores, quando consumidores disputavam espaço e corriam dentro das lojas em busca das melhores ofertas (Foto: Voney Malta)

Alagoas 247 - A 6ª edição da Black Friday, evento anual que traz grandes descontos no setor de comércio e serviços, parece não ter surtido o mesmo efeito nas lojas do Centro de Maceió. Nesta manhã, a reportagem constatou estabelecimentos fechados e o baixo movimento de clientes, cenário bem diferente de anos anteriores, quando consumidores disputavam espaço e corriam dentro das lojas em busca das melhores ofertas.

Valéria Pereira e o esposo Rosivaldo José dos Santos chegaram ao calçadão do comércio, às 6h30. Ela faltou ao trabalho para tentar adquirir um produto a um preço mais baixo, mas só decepção. Eles se arrependerem porque foram em todas as lojas abertas e o preço está praticamente o mesmo, ou seja, sem a promoção anunciada. 

"A gente veio atrás de uma televisão, porque uma dessas lojas fez propaganda sobre o aparelho com um preço baixo e, quando chegamos, era uma de quatorze polegadas. Nesta propaganda, eles não informaram qual o tamanho e, por isso, nos sentimos enganados. Não fui ao trabalho e estou arrependida. Realmente, não vale a pena", disse Valéria, auxiliar de dentista. 

O casal acrescentou à reportagem que, no site, os preços estão custando cerca de R$ 200 mais baratos, mas eles não quiseram comprar porque não chega na hora e ainda há o risco de vir com defeito. 

Campanha

Em meio a vendas fracas no varejo durante o ano, devido à retração da economia, os organizadores do evento ainda assim esperam faturamento de R$ 2 bilhões - aumento de 30% em relação a 2015.

A data já é a segunda maior do varejo em termos de vendas, só perdendo para o Natal. E, a cada ano, a Black Friday vem sendo cada vez mais antecipada - alguns varejistas começam a oferecer os descontos um mês antes da última sexta-feira de novembro. As promoções têm sido ainda estendidas até a segunda-feira seguinte, a chamada "Cyber Monday".

A Black Friday, que nasceu no varejo tradicional, com descontos concentrados em eletroeletrônicos, eletrodomésticos e vestuário, tem se estendido a outros segmentos que entram na onda de promoções para tentar alavancar suas vendas. O setor de serviços entrou forte na data das megapromoções.

Com gazetaweb.com

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247