Bolsonaro envergonha um país como Berlusconi, afirma historiador italiano

"Como observador distante, eu diria: é uma tragédia dentro de outra tragédia", afirmou o historiador italiano Carlo Ginzburg sobre o governo Jair Bolsonaro

(Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O historiador italiano Carlo Ginzburg bateu duro em Jair Bolsonaro. Questionado se tem acompanhado as notícias sobre a notícias sobre o governo brasileiro, ele foi taxativo: "como observador distante, eu diria: é uma tragédia dentro de outra tragédia".

Em 2010, o estudioso publicou o "Vínculo da Vergonha". "Há muitos anos, percebi de repente que o país a que pertencemos não é, como quer a retórica mais corrente, o país que amamos, e sim aquele do qual nos envergonhamos. A vergonha pode ser um vínculo mais forte que o amor", afirmou ele no início do ensaio.

Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, o historiador afirmou que o ponto de partida de suas reflexões foi a pergunta 'Por que sinto vergonha de Berlusconi?'. "Ele era, naquele tempo, primeiro-ministro da Itália [Silvio Berlusconi esteve nesse cargo em três períodos ao longo das décadas de 1990 e 2000]. Eu me sentia envergonhado, não culpado", disse.

"A resposta, pensei, estava relacionada a outro tópico sobre o qual vinha refletindo há muitos anos, os limites do ego. No meu ensaio, tentei desdobrar as implicações dessas questões".

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email