Botafogo goleia Bonsucesso e assume liderança do Grupo A

Estrela solitria faz 4 a 1 no Engenho e confirma boa fase na Taa Guanabara

Botafogo goleia Bonsucesso e assume liderança do Grupo A
Botafogo goleia Bonsucesso e assume liderança do Grupo A (Foto: DHAVID NORMANDO/AGÊNCIA ESTADO)

Site Oficial do Botafogo - Confirmando o bom momento, o Botafogo bateu o Bonsucesso por 4 a 1 no Stadium Rio e conquistou sua segunda vitória consecutiva pela Taça Guanabara, na tarde deste sábado. Os gols alvinegros saíram dos pés de Herrera, duas vezes, Maicosuel e Loco Abreu, de pênalti.

Com a vitória na sexta rodada da competição, o Alvinegro assumiu provisoriamente a liderança do Grupo A, com 12 pontos. O último compromisso do Botafogo pela fase de classificação da Taça Guanabara está marcado para o próximo sábado, quando a equipe encara o Macaé no Moarcyrzão, às 16h20.

O confronto no Stadium Rio começou cadenciado, principalmente por conta do sol, que ainda se fazia bastante presente no Engenho de Dentro. Porém, como era de se esperar, o Botafogo já tomava as iniciativas no jogo. Tanto que o primeiro lance de maior perigo da partida nasceu dos pés de Elkeson, aos 11 minutos. Após receber de Maicosuel em rápido contragolpe, o camisa 9 penetrou na zaga adversária, mas, desequilibrado, chutou fraco para a defesa de Saulo.

Melhor em campo, o Botafogo tocava com relativa facilidade entre a zaga do Bonsucesso, mas faltava sorte na hora de concluir as jogadas. Principalmente para Felipe Menezes, que chegou perto de abrir o placar três vezes em menos de cinco minutos. Na primeira, aos 34, o meia chutou fraco após bela tabela entre Elkeson e Maicosuel. No lance seguinte, soltou bomba da entrada da área que explodiu na zaga do Bonsucesso. O camisa 10 chegaria ainda mais perto aos 39, quando recebeu de Lucas na marca do pênalti e acertou a trave esquerda de Saulo.

Arisco, o Bonsucesso aproveitava a falta de gols do Glorioso para exibir suas armas no ataque e levava perigo, mas parava nas defesas seguras de Jefferson. Enquanto isso, o Fogão tentava sair na frente principalmente pelas laterais, onde encontrava facilidade.

Mas o gol alvinegro sairia pelo meio, no talento de Elkeson e Maicosuel. Os dois tabelaram bonito para invadir o território adversário, aos 43 minutos da primeira etapa. Após receber de volta do companheiro, o Mago passou por dois e chutou rasteiro no cantinho direito de Saulo.

O gol no final do primeiro tempo daria a tranquilidade necessária para a equipe crescer na etapa complementar. Já aos dois minutos, Márcio Azevedo ganhou a disputa com o zagueiro e foi derrubado dentro da área. Atento, o árbitro assinalou pênalti, que Loco Abreu bateu com categoria para ampliar. No lance seguinte, Elkeson fez belíssima jogada individual pela esquerda e invadiu a grande área, mas foi travado na hora H.

O segundo gol fez o Glorioso crescer ainda mais no jogo. Aos sete, Elkeson mais uma vez passou perto de marcar em rápido contragolpe. Mas, mesmo dominado, o Bonsucesso conseguiria diminuir aos 11 minutos, com Adriano Magrão, em contra-ataque.

Substituindo Maicosuel, que sentiu dores no joelho aos 15 minutos, Cidinho já entrou mostrando serviço. Logo em de seus primeiros lances, o meia enfiou boa bola para Felipe Menezes, que rolou para Loco Abreu. O uruguaio, no entanto, parou na boa defesa de Saulo. Depois, a cria de Marechal Hermes puxou novo contragolpe e tocou boa bola para Elkeson, mas o meia parou na zaga adversária.

Acelerado com a entrada de Cidinho, o lado esquerdo era a principal arma alvinegra. Por lá surgiriam jogadas de perigo como uma boa chegada de Elkeson, que passou para cruzou para o garoto quase marcar. Mas, com a vantagem simples no placar, o Botafogo via o Bonsucesso se esforçar pelo empate, mas sem êxito.

Pouco depois da entrada de Cidinho, seria a vez de outra troca realizada por Oswaldo dar certo. No lugar de Felipe Menezes, Herrera entrou aos 24. Três minutos depois já abraçava os companheiros para comemorar seu gol. O terceiro tento alvinegro veio depois de Lucas cruzar para Loco acertar a trave com cabeçada. Na sobra, o argentino mostrou a disposição característica e ampliou para o Glorioso.

Com o placar definido, coube ao Botafogo apenas segurar as tentativas desesperadas do adversário de empatar o jogo, enquanto buscava o quarto gol em contra-ataques. E ele sairia aos 45, novamente com Herrera, para o delírio da torcida no Stadium Rio.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247