Boulos: “nada como ser um ladrão tucano, blindagem garantida”

O líder do MTST e possível candidato a presidente pelo PSOL, Guilherme Boulos, ironizou a informação de que o ex-presidente da Dersa Paulo Preto, apontado como operador do PSDB, tinha R$ 113 milhões em contas na Suíça; “Paulo Preto, chefe da Dersa por vários anos e acusado de ser operador do PSDB, tinha conta na Suíça com R$113 milhões. Tem extrato, tem tudo. E aí? Nada. Nada como ser um ladrão tucano, blindagem garantida”, disse Boulos em sua conta no Twitter

O líder do MTST e possível candidato a presidente pelo PSOL, Guilherme Boulos, ironizou a informação de que o ex-presidente da Dersa Paulo Preto, apontado como operador do PSDB, tinha R$ 113 milhões em contas na Suíça; “Paulo Preto, chefe da Dersa por vários anos e acusado de ser operador do PSDB, tinha conta na Suíça com R$113 milhões. Tem extrato, tem tudo. E aí? Nada. Nada como ser um ladrão tucano, blindagem garantida”, disse Boulos em sua conta no Twitter
O líder do MTST e possível candidato a presidente pelo PSOL, Guilherme Boulos, ironizou a informação de que o ex-presidente da Dersa Paulo Preto, apontado como operador do PSDB, tinha R$ 113 milhões em contas na Suíça; “Paulo Preto, chefe da Dersa por vários anos e acusado de ser operador do PSDB, tinha conta na Suíça com R$113 milhões. Tem extrato, tem tudo. E aí? Nada. Nada como ser um ladrão tucano, blindagem garantida”, disse Boulos em sua conta no Twitter (Foto: Aquiles Lins)

SP 247 - O líder do MTST e possível candidato a presidente pelo PSOL, Guilherme Boulos, ironizou a informação de que o ex-presidente da Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S/A) Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto e apontado como operador do PSDB, tinha R$ 113 milhões em contas na Suíça.

“Paulo Preto, chefe da Dersa por vários anos e acusado de ser operador do PSDB, tinha conta na Suíça com R$113 milhões. Tem extrato, tem tudo. E aí? Nada. Nada como ser um ladrão tucano, blindagem garantida”, disse Boulos em sua conta no Twitter.

Paulo Preto é investigado em inquérito no STF (Supremo Tribunal Federal) sob suspeita de ser operador do senador José Serra (PSDB-SP) em desvios de recursos do Rodoanel, obra viária que circunda a capital paulista. Ele comandou a Dersa, responsável pela obra, em governos tucanos, e também é investigado em São Paulo (leia mais).

Inscreva-se na TV 247 e assista ao Bom Dia 247 desta quita-feira, 22, com Leonardo Atrtuch:

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247