Brasil tem apenas 2 produtos contra gafanhotos

O engenheiro agrônomo Joelson Mader, consultor da Blue Pine Assessoria e Representação de Produtos Agropecuários, afirmou que o Brasil tem apenas dois ingredientes ativos contra a nuvem de gafanhotos que se aproxima do País

(Foto: Governo de Córdoba/Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em decorrência da nuvem de gafanhotos que se aproxima do Brasil, o engenheiro agrônomo Joelson Mader, consultor da Blue Pine Assessoria e Representação de Produtos Agropecuários, fez um alerta dizendo que há somente dois ingredientes ativos registrados no País contra a espécie Schistocerca cancellata. Os insetos não representam ameaça direta ao ser humano, mas alimentam-se de plantações e pastos. Um quilômetros quadrado (1km²) pode ter até 40 milhões de gafanhotos que devoram em um dia a mesma área que alimentaria duas mil vacas, de acordo com o Jornal Nacional

"Há um piretroide, Deltametrina, que oferece ação de choque, e um produto para o controle de fases jovens, o Diflubenzuron", afirmou Joelson Mader em entrevista ao portal Agrolink

Segundo a Agência de Saúde e Qualidade Alimentar da Argentina, a nuvem de gafanhotos está a cerca de 150 km da fronteira com o Brasil, no Rio Grande do Sul. 

O governo brasileiro estuda o uso de mais de 400 aviões agrícolas para controle dos insetos, caso cheguem ao País. O sindicato que representa as empresas de aviação agrícola (Sindag) colocou à disposição do Ministério da Agricultura os 426 aviões pulverizadores que o Rio Grande do Sul possui.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247