Brasileiros reagem rápido contra as injustiças, diz Marco Maia, após o Datafolha

O deputado federal Marco Maia (PT-RS) manifestou seu total apoio ao ex-presidente Lula, após a pesquisa Datafolha apontar o petista na liderança isolada nas intenções de votos, mesmo após a condenação sem provas no processo envolvendo o triplex no Guarujá (SP); "Comoção popular faz Lula disparar na pesquisa. Os brasileiros reagem rápido contra as injustiças", escreveu Maia no Twitter; "Mesmo depois do golpe e da tentativa de tirá-lo da eleição Lula continua imbatível!!", afirmou

O deputado federal Marco Maia (PT-RS) manifestou seu total apoio ao ex-presidente Lula, após a pesquisa Datafolha apontar o petista na liderança isolada nas intenções de votos, mesmo após a condenação sem provas no processo envolvendo o triplex no Guarujá (SP); "Comoção popular faz Lula disparar na pesquisa. Os brasileiros reagem rápido contra as injustiças", escreveu Maia no Twitter; "Mesmo depois do golpe e da tentativa de tirá-lo da eleição Lula continua imbatível!!", afirmou
O deputado federal Marco Maia (PT-RS) manifestou seu total apoio ao ex-presidente Lula, após a pesquisa Datafolha apontar o petista na liderança isolada nas intenções de votos, mesmo após a condenação sem provas no processo envolvendo o triplex no Guarujá (SP); "Comoção popular faz Lula disparar na pesquisa. Os brasileiros reagem rápido contra as injustiças", escreveu Maia no Twitter; "Mesmo depois do golpe e da tentativa de tirá-lo da eleição Lula continua imbatível!!", afirmou (Foto: Leonardo Lucena)

Rio Grande do Sul 247 - O deputado federal Marco Maia (PT-RS) manifestou seu total apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, após a pesquisa Datafolha apontar o petista na liderança isolada nas intenções de votos.

"Comoção popular faz Lula disparar na pesquisa. Os brasileiros reagem rápido contra as injustiças, Lula cresce na pesquisa Datafolha", escreveu o petista no Twitter. "Mesmo depois do golpe e da tentativa de tirá-lo da eleição. Lula continua imbatível!!", afirmou.

"Lula lidera em todos os cenários segundo nova pesquisa da Datafolha. Nenhuma novidade!! Inclusive mais uma vez a folha tenta manipular com a manchete. Trabalha com destaque o cenário sem Lula numa nítida intenção de esconder a realidade. Eleição sem Lula é fraude", acrescentou.

O petista tem um percentual de votos que varia de 34% a 37%. No segundo turno, Lula venceria o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) por 49% a 30%, e a ex-senadora Marina Silva (Rede) por 47% a 32%. O ex-presidente também alcança o maior percentual de transferência de votos: 27%.

Lula foi condenado sem provas pelo juiz Sergio Moro e depois pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) no processo envolvendo o triplex no Guaruja. Recebeu apoio de vários juristas, artistas, intelectuais e até de ex-presidentes da América do Sul.

Quando o Ministério Público Federal denunciou Lula, em setembro de 2016, alegando que ele recebei o triplex como propina da OAS, o procurador Henrique Pozzobon admitiu não existir "prova cabal" de que o petista é "proprietário no papel" do triplex. 

Nove meses antes da denúncia, o ex-presidente havia publicado um documento no site do Instituto Lula com  todos os documentos referentes ao apartamento. Foram publicados seus contratos com a Bancoop, sua declaração de Imposto de Renda, a declaração de bens ao Tribunal Superior Eleitoral e os contratos que compravam a desistência da ex-primeira-dama Marisa Letícia em continuar com o imóvel (veja aqui).

 

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247