Briga judicial pode atrasar obras do aeroporto de Fortaleza

Os motivos alegados pela Fraport Brasil- Fortaleza, concessionária do aeroporto da capital cearense são, além é uma disputa judicial com a Infraero, a espera por um empréstimo junto ao Banco do Nordeste (BNB); cinco processos sobre as obras de expansão do aeroporto correm na 14.ª Vara da Justiça Federal do Distrito Federal,

Os motivos alegados pela Fraport Brasil- Fortaleza, concessionária do aeroporto da capital cearense são, além é uma disputa judicial com a Infraero, a espera por um empréstimo junto ao Banco do Nordeste (BNB); cinco processos sobre as obras de expansão do aeroporto correm na 14.ª Vara da Justiça Federal do Distrito Federal,
Os motivos alegados pela Fraport Brasil- Fortaleza, concessionária do aeroporto da capital cearense são, além é uma disputa judicial com a Infraero, a espera por um empréstimo junto ao Banco do Nordeste (BNB); cinco processos sobre as obras de expansão do aeroporto correm na 14.ª Vara da Justiça Federal do Distrito Federal, (Foto: Voney Malta)

Ceará 247 – Apesar da justificativa de que aguarda um empréstimo do Banco do Nordeste (BNB), a Fraport Brasil- Fortaleza, concessionária do aeroporto da capital cearense, as obras do projeto podem atrasar.

O problema é uma disputa judicial, argumento usado pela concessionária para justificar o não início das obras enquanto a questão judicial não for resolvida.

O início dos trabalhos no terminal de passageiros depende de autorização judicial para demolição de intervenções tocadas, anteriormente, pela Infraero, justifica a Fraport, o que é negado pela estatal.

Cinco processos sobre as obras de expansão do aeroporto de Fortaleza correm na 14.ª Vara da Justiça Federal do Distrito Federal. Eles envolvem a Infraero e o Consórcio CPM Novo Fortaleza, segundo reportagem de Vinícius Neder, no Estadão.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247