Bruno Covas demora cinco dias para consertar um semáforo

A prefeitura de São Paulo leva cinco dias para consertar um semáforo, desrespeitando prazo estabelecido pela própria prefeitura; motoristas são obrigados a improvisar soluções diante da ausência crítica do poder público; nos últimos seis meses, o número de acidentes envolvendo semáforos quebrados foi de 111

Bruno Covas demora cinco dias para consertar um semáforo
Bruno Covas demora cinco dias para consertar um semáforo (Foto: Eduardo Anizelli)

247 - A prefeitura de São Paulo leva cinco dias para consertar um semáforo, desrespeitando prazo estabelecido pela própria prefeitura. Motoristas são obrigados a improvisar soluções diante da ausência crítica do poder público. Nos últimos seis meses, o número de acidentes envolvendo semáforos quebrados foi de 111.

"Além do transtorno e do aumento do risco de acidentes, a demora para reparar o semáforo mostra como a prefeitura não conseguiu fazer com que as empresas responsáveis pela manutenção dos aparelhos fizessem o reparo do sistema com o prazo estipulado por João Doria (PSDB) —que saiu do cargo em abril para disputar o governo paulista e foi sucedido pelo vice, o também tucano Bruno Covas.

No primeiro semestre de 2017, a capital paulista viveu uma série de apagões nos semáforos após o término dos serviços terceirizados. A gestão tucana prometia solução ao firmar novos contratos, de mais de R$ 40 milhões por ano, com a iniciativa privada. Dados obtidos pela Folha por meio da Lei de Acesso à Informação mostram que, mesmo com os serviços terceirizados desde agosto, os defeitos mais graves em semáforos, que podem colocar o trânsito e a população em risco, levaram em média quatro horas para serem solucionados."

Leia mais aqui.

 

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247