Cachoeira pode pegar, no máximo, 15 anos de prisão

Mesmo se condenado pelos 17 crimes que foi denunciado, pena será reduzida para 30 anos; depois de 15 anos em detenção, quase todos os criminosos recebem perdão

Cachoeira pode pegar, no máximo, 15 anos de prisão
Cachoeira pode pegar, no máximo, 15 anos de prisão (Foto: Andre Borges/Folhapress)

Agência Câmara - O procurador Daniel Rezende Salgado disse que o Ministério Público Federal pediu à Justiça a condenação do contraventor Carlinhos Cachoeira por 17 dos 22 "eventos criminosos" identificados durante as investigações.

O Ministério Público vai pedir que as penas se somem umas às outras. Ele não quis revelar a pena total que está sendo proposta para Cachoeira, mas disse que será elevada.

Entretanto, lamentou que, na prática, não deverá ser superior a 15 anos. Em qualquer caso, a pena será reduzida para 30 anos, que é o máximo permitido pela legislação brasileira. Além disso, a legislação permite o indulto (perdão) de quem cumpriu uma pena durante 15 anos ininterruptos, exceto nos casos de tráfico de drogas e crimes hediondos.

O relator da comissão, deputado Odair Cunha (PT-MG), disse que a CPMI deveria trabalhar para que não haja indulto para o crime de corrupção.

Delação premiada

O procurador disse que não seria possível oferecer a delação premiada para Cachoeira, porque o recurso é usado para membros secundários e não para o chefe de uma organização criminosa.

Ele também disse que o Estado não pode garantir para o delator uma vida normal."O Estado não consegue dar estrutura para que o arrependido tenha uma vida normal. Essa é nossa experiência. Fico com receio de oferecer delação, porque não temos a estrutura de apoio ao arrependido", disse.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247