Cade investiga cartel de empreiteiras em arenas da Copa

Inquérito administrativo foi aberto no Cade para apurar a suposta atuação de um cartel de empreiteiras que teria atuado na construção, reforma e modernização de pelo menos cinco estádios da Copa do Mundo; dentre as obras sob investigação estão a Arena Pernambuco, Maracanã (RJ), Mineirão (MG) e outras duas cujos nomes estão sob sigilo; cartel seria formado por Odebrecht, OAS, Camargo Corrêa, Queiroz Galvão e Carioca Engenharia, além da própria Andrade Gutierrez

Cade investiga cartel de empreiteiras em arenas da Copa
Cade investiga cartel de empreiteiras em arenas da Copa (Foto: (2942) Flávio Japa / JCM / Foto)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 -  A Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) abriu inquérito administrativo para apurar a suposta atuação de um cartel de empreiteiras que teria atuado na construção, reforma e modernização de pelo menos cinco estádios da Copa do Mundo. O inquérito, que está ligado a Operação Lava jato, foi aberto com base no acordo de leniência formado pela construtora Andrade Gutierrez junto ao Cade.

Dentre as obras sob investigação estão a Arena Pernambuco (PE), Maracanã (RJ), Mineirão (MG) e outras duas cujos nomes estão sob sigilo. Também estão sob suspeição as obras da Arena Castelão (CE), Arena das Dunas (RN) e Fonte Nova (BA).

Segundo as investigações, o cartel seria integrado pela empresas Odebrecht, OAS, Camargo Corrêa, Queiroz Galvão e Carioca Engenharia, além da própria Andrade Gutierrez. Cerca de 25 executivos e ex-executivos destas empresas também estão sendo investigados.

"Pelo exposto, os Signatários acreditam que este Protocolo representa a intenção de Andrade Gutierrez e de Odebrecht em colaborar mutuamente para dividir, entre elas, o maior número de projetos de estádios de futebol destinados à Copa do Mundo. Assim, Andrade Gutierrez e Odebrecht, em um movimento embrionário de formação do futuro conluio, negociaram referido Protocolo com o intuito de sedimentar o interesse de dividir os projetos referentes aos estádios da Copa do Mundo entre as empresas", diz trecho do documento assinado pelo Cade.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247