Cai número de crimes violentos e letais em Maceió

O número de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) despencou 30,9% em Maceió em setembro deste ano, no comparativo com o mesmo mês do ano passado; resultado marca a retomada da trajetória de queda do número de homicídios, após registrar um pico de alta em julho 

O número de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) despencou 30,9% em Maceió em setembro deste ano, no comparativo com o mesmo mês do ano passado; resultado marca a retomada da trajetória de queda do número de homicídios, após registrar um pico de alta em julho 
O número de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) despencou 30,9% em Maceió em setembro deste ano, no comparativo com o mesmo mês do ano passado; resultado marca a retomada da trajetória de queda do número de homicídios, após registrar um pico de alta em julho  (Foto: Voney Malta)

Dulce Melo/Agência Alagoas - O número de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) despencou 30,9% em Maceió em setembro deste ano, no comparativo com o mesmo mês do ano passado.

De acordo com dados do Núcleo de Estatística e Análise Criminal (Neac), da Secretaria de Estado da Segurança Pública, a capital alagoana registrou 38 casos de homicídio no mês contra um total de 55 ocorrências registradas em setembro de 2015.

Vale ressaltar que o resultado marcou a retomada da trajetória de queda do número de homicídios, após registrar um pico de alta em julho.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública, a queda no índice de violência se deve ao empenho das agências de inteligência e ao trabalho das forças policiais nas ruas. Em setembro, o Estado de Alagoas registrou 129 mortes violentas, voltando ao mesmo patamar registrado no primeiro ano do Governo Renan Filho - o melhor da série histórica desde 2012.

Inicialmente, a SSP havia anunciado que em setembro o Estado havia registrado o menor índice de CVLI de toda a gestão Renan Filho. Contudo, a morte do professor Daniel Thiele foi incluída na estatística mensal, alterando o retrato dos dados estatísticos, empatando com os números de 2015.

"Com o fortalecimento e investimentos na Policia Militar e na Policia Civil de Alagoas e Laboratório Forense para melhorar a capacidade de investigação. Além disso, entregamos novas viaturas, novos helicópteros, estamos construindo Centros Integrados de Segurança Pública (Cisps), dentre outras obras, que, reunidas com os esforços continuados, e de todo contingente que faz a Segurança Pública de Alagoas, foram refletidos na redução da violência, tirando definitivamente de nosso Estado, o posto de mais violento do Brasil", afirmou o governador Renan Filho.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247