Caiado manobra números para pichar venda da Celg

Senador insiste em trabalhar contra e desconstruir o processo de venda da Celg, já autorizada pelo governo federal; agora, Ronaldo Caiado foi ao Twitter, usou números, fez cálculos e garantiu que o governo de Goiás terá prejuízo de R$ 600 milhões com a venda da companhia energética; Conselho Nacional de Desestatização (CND) divulgou que avaliação mínima da Celg para o leilão é de R$ 5,3bilhões, diversas empresas já manifestaram interesse na compra e valor pode chegar a R$ 8 bilhões; discurso derrotista e eleitoreiro de Caiado já foi reprendido por Lúcia Vânia; senadora afirmou que interesses políticos não podem atropelar interesses do Estado

Senador insiste em trabalhar contra e desconstruir o processo de venda da Celg, já autorizada pelo governo federal; agora, Ronaldo Caiado foi ao Twitter, usou números, fez cálculos e garantiu que o governo de Goiás terá prejuízo de R$ 600 milhões com a venda da companhia energética; Conselho Nacional de Desestatização (CND) divulgou que avaliação mínima da Celg para o leilão é de R$ 5,3bilhões, diversas empresas já manifestaram interesse na compra e valor pode chegar a R$ 8 bilhões; discurso derrotista e eleitoreiro de Caiado já foi reprendido por Lúcia Vânia; senadora afirmou que interesses políticos não podem atropelar interesses do Estado
Senador insiste em trabalhar contra e desconstruir o processo de venda da Celg, já autorizada pelo governo federal; agora, Ronaldo Caiado foi ao Twitter, usou números, fez cálculos e garantiu que o governo de Goiás terá prejuízo de R$ 600 milhões com a venda da companhia energética; Conselho Nacional de Desestatização (CND) divulgou que avaliação mínima da Celg para o leilão é de R$ 5,3bilhões, diversas empresas já manifestaram interesse na compra e valor pode chegar a R$ 8 bilhões; discurso derrotista e eleitoreiro de Caiado já foi reprendido por Lúcia Vânia; senadora afirmou que interesses políticos não podem atropelar interesses do Estado (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás 247 - O senador Ronaldo Caiado (DEM) insiste em trabalhar contra a venda da Celg e, consequentemente, atacar o governo de Goiás. O parlamentar usou o Twitter para escrever a respeito da privatização da empresa energética e disseminar um cálculo de que o governo goiano teria prejuízo de R$ 600 milhões com a venda.

Caiado diz que o Conselho Nacional de Desestatização (CND) avaliou a companhia em R$ 5,3 bilhões - o que é verdade, porém escreve que com descontos de dívidas o valor cai para R$ 2,8 bilhões. O senador emenda que o Estado ainda tem que pagar uma dívida com a Caixa, que seria, segundo ele, de R$ 1,9 bilhão.

O ruralista ainda diz que o governador Marconi Perillo pensa em desistir do processo de venda, num claro ato de surto oposicionista. Caiado, que até já xingou e quis bater no ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, devido à venda da Celg, mais uma vez prega um discurso derrotista e pessimista, com viés eleitoreiro.

O preço pela qual a Celg D foi avaliada, a partir do qual será desestatizada em leilão, é de R$ 5,3 bilhões. Esse é apenas o preço mínimo. Diversas empresas nacionais estrangeiras já manifestaram interesse em concorrer pela empresa, o que deve elevar o preço final para até R$ 8 bilhões.

A senador Lúcia Vânia (PSB) já repudiou Caiado pelo atos contra a venda da Celg e ressaltou que os interesses políticos não podem se sobrepor aos interesses do Estado de Goiás.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247