Camaçari: Caetano diz que não está inelegível

Em nota à imprensa nesta tarde, a defesa do deputado federal e candidato derrotado á prefeitura de Camaçari Luiz Caetano (PT) diz que "ao contrário do que tem sido noticiado em alguns veículos de comunicação", ele não está inelegível; um dos processos envolvendo o parlamentar foi julgado ontem (11) pelo Tribunal de Justiça da Bahia, que rejeitou os recursos apresentados por sua defesa e decidiu pela condenação; os advogados de Caetano dizem que vão entrar com recurso no TJ-BA, e que se a decisão for mantida, vai ao Superior Tribunal de Justiça

Em nota à imprensa nesta tarde, a defesa do deputado federal e candidato derrotado á prefeitura de Camaçari Luiz Caetano (PT) diz que "ao contrário do que tem sido noticiado em alguns veículos de comunicação", ele não está inelegível; um dos processos envolvendo o parlamentar foi julgado ontem (11) pelo Tribunal de Justiça da Bahia, que rejeitou os recursos apresentados por sua defesa e decidiu pela condenação; os advogados de Caetano dizem que vão entrar com recurso no TJ-BA, e que se a decisão for mantida, vai ao Superior Tribunal de Justiça
Em nota à imprensa nesta tarde, a defesa do deputado federal e candidato derrotado á prefeitura de Camaçari Luiz Caetano (PT) diz que "ao contrário do que tem sido noticiado em alguns veículos de comunicação", ele não está inelegível; um dos processos envolvendo o parlamentar foi julgado ontem (11) pelo Tribunal de Justiça da Bahia, que rejeitou os recursos apresentados por sua defesa e decidiu pela condenação; os advogados de Caetano dizem que vão entrar com recurso no TJ-BA, e que se a decisão for mantida, vai ao Superior Tribunal de Justiça (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - Em nota à imprensa nesta tarde, a defesa do deputado federal e candidato derrotado á prefeitura de Camaçari Luiz Caetano (PT) diz que "ao contrário do que tem sido noticiado em alguns veículos de comunicação", ele não está inelegível.

Um dos processos envolvendo o parlamentar foi julgado ontem (11) pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), que rejeitou os recursos apresentados por sua defesa e decidiu pela condenação.

Ainda há recurso, de acordo com os advogados, e, inicialmente, a defesa de Caetano vai recorrer da sentença no próprio TJ-BA, "já que havia uma nova petição sobre a matéria que sequer chegou a ser analisada pela desembargadora que apreciou o processo", diz a defesa do petista.

Caso contrário, a defesa vai até o Superior Tribunal de Justiça (STJ) "para provar que não houve qualquer ato de improbidade praticado pelo deputado federal Luiz Caetano na época em que ele foi prefeito de Camaçari".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247