Camaçari: partidos pedem rigor contra Elinaldo

Os partidos que compõem a base do governo municipal de Camaçari se juntaram para cobrar rigor nas investigações contra o vereador Antônio Elinaldo, do DEM, que foi preso na quinta-feira (10) sob acusação de organizar e comandar o 'jogo do bicho' na maior cidade da Região Metropolitana de Salvador; leia íntegra da nota assinada por PT (partido do prefeito Ademar Delgado), PMN, PSL, PROS, PR, PCdoB, PSB, PV, PTC, PHS e PTdoB

Os partidos que compõem a base do governo municipal de Camaçari se juntaram para cobrar rigor nas investigações contra o vereador Antônio Elinaldo, do DEM, que foi preso na quinta-feira (10) sob acusação de organizar e comandar o 'jogo do bicho' na maior cidade da Região Metropolitana de Salvador; leia íntegra da nota assinada por PT (partido do prefeito Ademar Delgado), PMN, PSL, PROS, PR, PCdoB, PSB, PV, PTC, PHS e PTdoB
Os partidos que compõem a base do governo municipal de Camaçari se juntaram para cobrar rigor nas investigações contra o vereador Antônio Elinaldo, do DEM, que foi preso na quinta-feira (10) sob acusação de organizar e comandar o 'jogo do bicho' na maior cidade da Região Metropolitana de Salvador; leia íntegra da nota assinada por PT (partido do prefeito Ademar Delgado), PMN, PSL, PROS, PR, PCdoB, PSB, PV, PTC, PHS e PTdoB (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247 - Os partidos que compõem a base do governo municipal de Camaçari se juntaram para cobrar rigor nas investigações contra o vereador Antônio Elinaldo, do DEM, que foi preso na quinta-feira (10) sob acusação de organizar e comandar o 'jogo do bicho' na maior cidade da Região Metropolitana de Salvador. 

Abaixo íntegra da nota assinada por PT (partido do prefeito Ademar Delgado), PMN, PSL, PROS, PR, PCdoB, PSB, PV, PTC, PHS e PTdoB.

NOTA À SOCIEDADE DE CAMAÇARI
Camaçari, 15 de dezembro de 2015

A sociedade camaçariense ficou estarrecida com a revelação do desmonte de uma organização criminosa que, conforme o Ministério Público da Bahia e a Justiça baiana, era chefiada pelo vereador Elinaldo, do DEM, preso pela Polícia Civil na quinta-feira (10/12), na Câmara de Vereadores, durante os trabalhos legislativos.

Nós, dirigentes dos partidos de Camaçari, registramos nosso apoio às investigações e repúdio à tentativa do DEM de desqualificar o trabalho do Ministério Público, da Justiça Baiana e da Polícia, uma vez que, segundo estes mesmos órgãos, todo o processo foi baseado em provas concretas.
Ressaltamos ainda o fato de que a denuncia do Ministério Público foi assinada por 6 (seis) promotores, já o mandado de prisão contra o vereador e mais três membros da denominada organização criminosa foi expedido com a assinatura de três juízes.

Cabe agora ao vereador, na qualidade de réu, explicar na Justiça o seu grau de envolvimento com a série de delitos investigados há mais de um ano. Até mesmo o Habeas Corpus que garante a liberdade provisória do investigado destaca a veracidade dos fatos.

Pela primeira vez na história de Camaçari, há registros concretos da existência de uma conexão real entre a política e o crime organizado. Alertamos a população camaçariense para a necessidade de se unir às autoridades para eliminarmos o braço criminoso existente da política local.

Assinam esta nota os diretórios municipais do PT, PMN, PSL, PROS, PR, PCdoB, PSB, PV, PTC, PHS e PTdoB.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email