Camaçari: TJ livra Elinaldo de nova prisão

O Tribunal de Justiça da Bahia concedeu Habeas Corpus ao vereador de Camaçari e pré-candidato a prefeito, Antonio Elinaldo (DEM); julgamento da ação, na Primeira Câmara Criminal do TJ-BA, teve placar de 3 votos a 0; dos 4 desembargadores do colegiado, 2 seguiram o voto do relator, Pedro Guerra; Elinaldo foi preso em 10 de dezembro último no plenário da Câmara, sob acusação de comandar rede de 'jogo do bicho' na maior cidade da Região Metropolitana de Salvador

Elinaldo
Elinaldo (Foto: Romulo Faro)

Camaçari Agora - O Tribunal de Justiça da Bahia concedeu Habeas Corpus ao vereador de Camaçari e pré-candidato a prefeito, Antonio Elinaldo (DEM). O julgamento da ação, na Primeira Câmara Criminal do TJ-BA, ocorreu na tarde desta terça-feira (29/3) e teve placar de 3 votos a 0.

Dos 4 desembargadores do colegiado, 2 seguiram o voto do relator, Pedro Guerra. O desembargador Nilson Castelo Branco, que seria o 4º voto, se considerou impedido. Castelo é amigo pessoal e foi advogado do ex-prefeito e deputado federal, Luiz Caetano (PT), também postulante na disputa municipal de outubro.

Para o ex-prefeito de Camaçari, Helder Almeida, presidente municipal do DEM, a decisão afasta de vez o risco de nova prisão e acaba com o que chamou de "boataria" sobre o impedimento de Elinaldo disputar a eleição.

O vereador foi preso no final da manhã do dia 10 de dezembro, no Plenário do Legislativo, por agentes da Delegacia de Crimes Econômicos e contra a Administração Pública (Dececap) da Polícia Civil.

A prisão coordenada pelo Ministério Público do Estado (MPE) integrou a Operação Caronte, que acusa o vereador de integrar um esquema de enriquecimento ilícito a partir da montagem de uma organização criminosa envolvendo o jogo do bicho em Camaçari.

No mesmo dia a juíza Eduarda de Lima Vidal, da 2ª Vara da Justiça, acatou pedido de Habeas Corpus, mas Antonio Elinaldo só foi liberado no começo da tarde do dia seguinte.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247