Câmara antecipa para junho eleição para presidente

A nova medida foi aprovada nesta terça-feira, 3, por unanimidade, e ainda precisa ser sancionada pelo prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PP); a eleição da Mesa Diretora aconteceria somente em dezembro; a oposição classifica a antecipação como uma "declaração de independência" da Câmara sobre a Prefeitura; a menos de um mês da eleição, a movimentação na Câmara já é intensa dos vereadores que buscam a presidência da Casa. Entre os pré-candidatos a presidente estão os vereadores Folha (PTN), Rogério Freitas (PMDB), Marilon Barbosa (PSB) e Cleiton Cardoso (PSL)

A nova medida foi aprovada nesta terça-feira, 3, por unanimidade, e ainda precisa ser sancionada pelo prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PP); a eleição da Mesa Diretora aconteceria somente em dezembro; a oposição classifica a antecipação como uma "declaração de independência" da Câmara sobre a Prefeitura; a menos de um mês da eleição, a movimentação na Câmara já é intensa dos vereadores que buscam a presidência da Casa. Entre os pré-candidatos a presidente estão os vereadores Folha (PTN), Rogério Freitas (PMDB), Marilon Barbosa (PSB) e Cleiton Cardoso (PSL)
A nova medida foi aprovada nesta terça-feira, 3, por unanimidade, e ainda precisa ser sancionada pelo prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PP); a eleição da Mesa Diretora aconteceria somente em dezembro; a oposição classifica a antecipação como uma "declaração de independência" da Câmara sobre a Prefeitura; a menos de um mês da eleição, a movimentação na Câmara já é intensa dos vereadores que buscam a presidência da Casa. Entre os pré-candidatos a presidente estão os vereadores Folha (PTN), Rogério Freitas (PMDB), Marilon Barbosa (PSB) e Cleiton Cardoso (PSL) (Foto: Aquiles Lins)

Tocantins 247 - A Câmara Municipal de Palmas aprovou na sessão desta terça-feira, 4, por unanimidade, uma mudança na Lei Orgânica do Município e uma alteração no regimento Interno que permitiu a antecipação das eleições para a Mesa Diretora da Casa.

A nova medida, que vai à sanção do prefeito Carlos Amastha (PP) transferiu do último dia de dezembro para o último dia de junho a escolha do presidente da Casa e dos demais membros da Mesa Diretora, como vice-presidente, 1º, 2º e 3º secretários. A posse da nova Mesa Diretora que será eleita para o 2º biênio já está marcada para o dia 31 de dezembro. 

A oposição classifica a antecipação da eleição da Mesa Diretora como uma "declaração de independência" da Câmara sobre a Prefeitura. Para o vereador Lúcio Campelo, o fato da medida ter recebido votos de parlamentares da base do prefeito Amastha demonstra o consenso da matéria.

"Os vereadores, inclusive os da base do prefeito, buscaram uma forma de valorizar o Legislativo municipal, uma liberdade maior. Porque esse atrelamento da atual presidência com o Executivo Municipal é ruim para a cidade. É uma declaração de independência da Câmara", acredita o parlamentar do PR.

A menos de um mês da eleição, a movimentação na Câmara já é intensa dos vereadores que buscam a presidência da Casa. Entre os pré-candidatos a presidente estão os vereadores Folha (PTN), Rogério Freitas (PMDB), Marilon Barbosa (PSB) e Cleiton Cardoso (PSL). 

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247