Câmara anuncia nomes que vão compor secretariado

Governador eleito de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB) disse que se inspirou no ex-governador Eduardo Campos para montar equipe; "Eduardo, lembro agora, de uma frase que sempre dizia: juntos vamos fazer um novo tempo e um tempo novo. Pernambuco vai avançar muito mais", disse; futura gestão terá 22 secretarias, mesmo da reforma feita por Campos no final de 2013; Câmara prometeu reduzir em 20% a folha de pagamento dos comissionados

Governador eleito de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB) disse que se inspirou no ex-governador Eduardo Campos para montar equipe; "Eduardo, lembro agora, de uma frase que sempre dizia: juntos vamos fazer um novo tempo e um tempo novo. Pernambuco vai avançar muito mais", disse; futura gestão terá 22 secretarias, mesmo da reforma feita por Campos no final de 2013; Câmara prometeu reduzir em 20% a folha de pagamento dos comissionados
Governador eleito de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB) disse que se inspirou no ex-governador Eduardo Campos para montar equipe; "Eduardo, lembro agora, de uma frase que sempre dizia: juntos vamos fazer um novo tempo e um tempo novo. Pernambuco vai avançar muito mais", disse; futura gestão terá 22 secretarias, mesmo da reforma feita por Campos no final de 2013; Câmara prometeu reduzir em 20% a folha de pagamento dos comissionados (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Pernambuco 247 – O governador eleito de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), anunciou na tarde desta segunda-feira (15) os 27 nomes que vão compor o seu governo a partir de 2015. Eleito com 68,08% dos votos válidos, Câmara afirmou que se inspirou no ex-chefe do Executivo pernambucano Eduardo Campos para montar o seu secretariado. A futura gestão terá 22 secretarias, o mesmo da reforma feita por Campos no final de 2013.

Em coletiva de imprensa, Câmara prometeu reduzir em 20% a folha de pagamento dos comissionados. "Eduardo, lembro agora, de uma frase que sempre dizia: juntos vamos fazer um novo tempo e umt empo novo. Pernambuco vai avançar muito mais", afirmou. "Esse momento é muito importante. Hoje, 15 de dezembro, é aniversário do grande líder, doutor Miguel Arraes de Alencar", disse.

Uma das novidades do futuro governo é o Gabinete de Projetos Estratégicos, que foi uma promessa de campanha. O Executivo também contará com a Secretaria de Habitação, antes vinculada à Secretaria das Cidades. A Secretaria de Microempresa, Qualificação e Trabalho, que antes eram duas, se transforma em apenas uma. Esporte e Lazer foram incorporadas à Secretaria de Turismo.

Diante dos rumores de que o PSDB ficaria de fora do governo, o partido, que apoio o PSB, foi contemplado com duas pastas - Trabalho e Direitos Humanos. Durante a entrevista, Câmara também rebateu o senador eleito Fernando Bezerra Coelho (PSB), que criticou processo de montagem do secretariado. "Quem escolhe sou eu", disse o futuro governador.

Confira a lista dos nomes que vão compor o futuro governo:

Casa Civil: Antônio Figueira

Desenvolvimento Econômico: Thiago Norões

Fazenda: Márcio Stefanni

Planejamento: Danilo Cabral

Administração: Milton Coelho

Desenvolvimento Social: Isaltino Nascimento

Cidades: André de Paula

Educação: Fred Amâncio

Habitação: Marco Batista

Saúde: José Iran Costa Júnior

Transportes: Sebastião Oliveira

Meio Ambiente: Sérgio Xavier

Trabalho: Evandro Avelar

Agricultura: Nilton Mota

Ciência e Tecnologia: Lúcia Melo

Defesa Social: Alessandro Carvalho

Imprensa: Ennio Benning

Cultura: Marcelino Granja

Turismo: Felipe Carreras

Mulher: Sílvia Cordeiro

Controladoria: Rodrigo Amaro

Justiça: Pedro Eurico

Estrutura de apoio:

Chefe da Assessoria Especial - José Francisco Cavalcanti Neto

Procuradoria Geral do Estado: Antônio César Reis

Chefe de gabinete: Rui Bezerra de Libéria Filho

Chefe do Gabinete de Projetos Estratégicos – Renato Thièbaut

Casa Militar: Coronel Pedro Mário Cavalcante

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247