Câmara aprova empréstimo de R$ 300 mi para João

Projeto aprovado na Câmara nesta quarta (16) amplia o valor do empréstimo que a prefeitura fará ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) de US$ 60 milhões para US$ 132 milhões; em moeda nacional, o novo valor do empréstimo ultrapassa os R$ 300 milhões; recurso, que inicialmente seria utilizado apenas na obra da nova avenida da cidade (a Perimetral Oeste), terá agora outras destinações; será implantada toda a área vicinal da nova via, com um centro integrado de atividades de lazer e praças de esporte, além da revitalização do Parque da Sementeira e a revisão do Plano Diretor

Projeto aprovado na Câmara nesta quarta (16) amplia o valor do empréstimo que a prefeitura fará ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) de US$ 60 milhões para US$ 132 milhões; em moeda nacional, o novo valor do empréstimo ultrapassa os R$ 300 milhões; recurso, que inicialmente seria utilizado apenas na obra da nova avenida da cidade (a Perimetral Oeste), terá agora outras destinações; será implantada toda a área vicinal da nova via, com um centro integrado de atividades de lazer e praças de esporte, além da revitalização do Parque da Sementeira e a revisão do Plano Diretor
Projeto aprovado na Câmara nesta quarta (16) amplia o valor do empréstimo que a prefeitura fará ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) de US$ 60 milhões para US$ 132 milhões; em moeda nacional, o novo valor do empréstimo ultrapassa os R$ 300 milhões; recurso, que inicialmente seria utilizado apenas na obra da nova avenida da cidade (a Perimetral Oeste), terá agora outras destinações; será implantada toda a área vicinal da nova via, com um centro integrado de atividades de lazer e praças de esporte, além da revitalização do Parque da Sementeira e a revisão do Plano Diretor (Foto: Valter Lima)

Jornal da Cidade - Depois de dois meses de boicote aos projetos da administração municipal, os vereadores da base aliada do prefeito João Alves Filho (DEM) voltaram a analisar as propostas do Executivo. Na sessão de ontem, cinco proposições foram aprovadas. A principal delas amplia o valor do empréstimo que a prefeitura fará ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) de US$ 60 milhões para US$ 132 milhões. Em moeda nacional, o novo valor do empréstimo ultrapassa os R$ 300 milhões.

O recurso, que inicialmente seria utilizado apenas na obra da nova avenida da cidade (a Perimetral Oeste), terá agora outras destinações. Será implantada toda a área vicinal da nova via, com um centro integrado de atividades de lazer e praças de esporte, além da revitalização do Parque da Sementeira e a revisão do Plano Diretor.

Ao JORNAL DA CIDADE, o novo líder da prefeitura na Câmara, Dr. Agnaldo (PR), reconhece que a demora na aprovação dos projetos esteve relacionada à insatisfação de parlamentares da base com a administração. “Começamos 2014 mais lentos, com alguns vereadores reclamando que não são bem atendidos nas secretarias. Isso fez com que a bancada ficasse um pouco alheia às discussões principais, mas nós reiniciamos as conversações e explicamos a importância dos projetos e assim conseguimos retomar as votações”, afirmou.

Segundo Agnaldo, a única orientação que o prefeito João Alves Filho (DEM) lhe fez ao colocá-lo como líder foi de dialogar com todos os vereadores e trabalhar para atender as demandas de todos eles. “Não é uma tarefa fácil, mas estamos trabalhando para melhorar o acesso dos vereadores aos secretários. A gente pede que os vereadores se comuniquem antes para que os secretários possam estar preparados para recebê-los”, disse.

Outros projetos

Na sessão de ontem, a Câmara aprovou ainda o projeto de lei 38/2014, que trata do Conselho Municipal de Habitação (CMH) e institui o Fundo Municipal de Habitação de Interesse Social (FMHIS). Outra propositura aprovada foi o PL 46/2014 que autoriza o Executivo a transferir projetos e atividades do quadro de detalhamento de despesas da Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb), para a Secretaria Municipal de Infraestrutura. A oposição criticou a proposta. 

Também foi aprovado o PL 47/2014 que autoriza o Executivo a outorgar permissão de uso de imóvel de propriedade do município ao Instituto Beneficente Cidade Nova e revoga a lei 4.094 de 21 de setembro de 2011, que autorizava a concessão do prédio ao Conselho Municipal de Segurança Comunitária do Bairro 18 do Forte. Os vereadores aprovaram também o PL 48/2014, que autoriza o Executivo a criar, no quadro de detalhamento de despesas da CMA, a unidade orçamentária “Fundo Especial da Câmara Municipal de Aracaju”.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247