Câmara aprova reajuste dos servidores municipais

A Câmara Municipal de Salvador aprovou nesta terça-feira, com 39 votos favoráveis e um contrário, do vereador Hilton Coelho, o Projeto de Lei nº 250/15, que reajusta os vencimentos dos servidores municipais; o ganho salarial é da ordem de 6,5%, retroativo a maio, além de adicionais que variam de acordo com a categoria; a votação polêmica reuniu nas galerias os agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias, em greve há mais de 40 dias, que ocuparam as galerias reivindicando reajuste com base no piso nacional de R$ 1.014,00

A Câmara Municipal de Salvador aprovou nesta terça-feira, com 39 votos favoráveis e um contrário, do vereador Hilton Coelho, o Projeto de Lei nº 250/15, que reajusta os vencimentos dos servidores municipais; o ganho salarial é da ordem de 6,5%, retroativo a maio, além de adicionais que variam de acordo com a categoria; a votação polêmica reuniu nas galerias os agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias, em greve há mais de 40 dias, que ocuparam as galerias reivindicando reajuste com base no piso nacional de R$ 1.014,00
A Câmara Municipal de Salvador aprovou nesta terça-feira, com 39 votos favoráveis e um contrário, do vereador Hilton Coelho, o Projeto de Lei nº 250/15, que reajusta os vencimentos dos servidores municipais; o ganho salarial é da ordem de 6,5%, retroativo a maio, além de adicionais que variam de acordo com a categoria; a votação polêmica reuniu nas galerias os agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias, em greve há mais de 40 dias, que ocuparam as galerias reivindicando reajuste com base no piso nacional de R$ 1.014,00 (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247 - A Câmara Municipal de Salvador aprovou nesta terça-feira (18), com 39 votos favoráveis e um contrário, do vereador Hilton Coelho (PSOL), o Projeto de Lei nº 250/15, que reajusta os vencimentos dos servidores municipais. O ganho salarial é da ordem de 6,5%, retroativo a maio, além de adicionais que variam de acordo com a categoria.

"Trata-se de mais uma ação da gestão do prefeito ACM Neto de valorização dos funcionários municipais de Salvador", disse o líder do DEM na Casa, vereador Leo Prates.

A votação polêmica reuniu nas galerias os agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias, em greve há mais de 40 dias, que ocuparam as galerias reivindicando reajuste com base no piso nacional de R$ 1.014,00. Também no Plenário Cosme de Farias, o Sindicato dos Servidores Municipais da Prefeitura de Salvador (Sindseps) comemorou a aprovação.

Antes, os vereadores também aprovaram o Projeto de Resolução nº 42/15, que altera os títulos IV e V do Regimento Interno da Casa, além do Projeto de Lei nº 166/15, responsável por instituir emendas à política Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável.

Duas emendas do vereador Gilmar Santiago (PT) foram incluídas na proposição do Executivo que estabelece a Política de Meio Ambiente de Salvador. Uma, torna obrigatório o ensino da matéria Educação Ambiental na rede pública municipal de ensino; enquanto a outra insere um representante das universidades no Conselho Municipal de Meio Ambiente.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email