“Câmara aprovou fundo do poço da democracia”, diz Célio Studart

O Projeto de Lei que cria um fundo público de público de financiamento de campanha eleitorais, aprovado ontem na Câmara dos Deputados, foi alvo de críticas do vereador Célio Studart (SD), que classificou o PL como “o fundo do poço da democracia”. Para o parlamentar, o montante poderia ser utilizado em investimentos na saúde, na educação e no combate à violência. “Poderíamos ter três vezes mais pessoas no ensino superior se o dinheiro não fosse desviado para isso. Não aconteceu reforma política, 2018 vai ser ano das campanhas milionárias. O povo precisa mostrar indignação, e é importante lembrar desse momento”, afirmou nesta quinta (5)

O Projeto de Lei que cria um fundo público de público de financiamento de campanha eleitorais, aprovado ontem na Câmara dos Deputados, foi alvo de críticas do vereador Célio Studart (SD), que classificou o PL como “o fundo do poço da democracia”. Para o parlamentar, o montante poderia ser utilizado em investimentos na saúde, na educação e no combate à violência. “Poderíamos ter três vezes mais pessoas no ensino superior se o dinheiro não fosse desviado para isso. Não aconteceu reforma política, 2018 vai ser ano das campanhas milionárias. O povo precisa mostrar indignação, e é importante lembrar desse momento”, afirmou nesta quinta (5)
O Projeto de Lei que cria um fundo público de público de financiamento de campanha eleitorais, aprovado ontem na Câmara dos Deputados, foi alvo de críticas do vereador Célio Studart (SD), que classificou o PL como “o fundo do poço da democracia”. Para o parlamentar, o montante poderia ser utilizado em investimentos na saúde, na educação e no combate à violência. “Poderíamos ter três vezes mais pessoas no ensino superior se o dinheiro não fosse desviado para isso. Não aconteceu reforma política, 2018 vai ser ano das campanhas milionárias. O povo precisa mostrar indignação, e é importante lembrar desse momento”, afirmou nesta quinta (5) (Foto: Rodrigo Rocha)

Ceará 247 - O vereador Célio Studart (SD) chamou de “o fundo do poço da democracia” a aprovação na noite de ontem (4), pela Câmara dos Deputados, do projeto de lei que cria um fundo público de financiamento de campanha eleitorais. Segundo o parlamentar, o valor utilizado, R$ 1,7 bilhão, poderia ser utilizado para colocar mais estudantes no ensino superior ou mesmo melhorar a qualidade da saúde pública.

Em pronunciamento na Câmara Municipal nesta quinta (5), Célio afirmou que a população brasileira há muito tempo clama por uma reforma política, mas a reforma que está sendo discutida no Congresso Nacional não é a que o povo quer. Ele comentou que o valor que será usado no fundo público de financiamento não representa nem 30% do que é utilizado para a prevenção da violência no país, assim como também não chega perto dos valores voltados para saneamento.

“Poderíamos ter três vezes mais pessoas no ensino superior se o dinheiro não fosse desviado para isso. Não aconteceu reforma política, 2018 vai ser ano das campanhas milionárias. O povo precisa mostrar indignação, e é importante lembrar desse momento. Esse é o momento do povo dar atenção, mostrar e rejeitar os candidatos dos milhões”, ressaltou.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247