Câmara mantém projeção otimista para PE em 2015

Em um cenário de previsão pessimista para a economia nacional e global em 2015, o governador eleito de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), garantiu que o estado não tão afetado; o futuro chefe do Executivo pernambucano ressaltou que há o estado tem "muitos projetos em andamento"; "Se continuarmos esse ritmo de crescimento que nós estamos tendo nesses últimos anos, Pernambuco esse ano vai crescer mais de 2% do PIB. O Brasil não vai crescer. Se mantivermos esse ritmo de crescer mais de dois pontos do que o Brasil a gente tem tudo para superar bem todo tipo de dificuldade que haja em 2015″, disse

Em um cenário de previsão pessimista para a economia nacional e global em 2015, o governador eleito de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), garantiu que o estado não tão afetado; o futuro chefe do Executivo pernambucano ressaltou que há o estado tem "muitos projetos em andamento"; "Se continuarmos esse ritmo de crescimento que nós estamos tendo nesses últimos anos, Pernambuco esse ano vai crescer mais de 2% do PIB. O Brasil não vai crescer. Se mantivermos esse ritmo de crescer mais de dois pontos do que o Brasil a gente tem tudo para superar bem todo tipo de dificuldade que haja em 2015″, disse
Em um cenário de previsão pessimista para a economia nacional e global em 2015, o governador eleito de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), garantiu que o estado não tão afetado; o futuro chefe do Executivo pernambucano ressaltou que há o estado tem "muitos projetos em andamento"; "Se continuarmos esse ritmo de crescimento que nós estamos tendo nesses últimos anos, Pernambuco esse ano vai crescer mais de 2% do PIB. O Brasil não vai crescer. Se mantivermos esse ritmo de crescer mais de dois pontos do que o Brasil a gente tem tudo para superar bem todo tipo de dificuldade que haja em 2015″, disse (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Pernambuco 247 – Em um cenário de previsão pessimista para a economia nacional e global em 2015, o governador eleito de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), garantiu que o estado não tão afetado. Em conversa com a imprensa, após uma reunião com o secretariado, na Ilha do Leite, bairro da região central do Recife, o futuro chefe do Executivo pernambucano ressaltou que há o estado tem "muitos projetos em andamento".

"Se continuarmos esse ritmo de crescimento que nós estamos tendo nesses últimos anos, Pernambuco esse ano vai crescer mais de 2% do PIB. O Brasil não vai crescer. Se mantivermos esse ritmo de crescer mais de dois pontos do que o Brasil a gente tem tudo para superar bem todo tipo de dificuldade que haja em 2015″, disse.

Conforme dados divulgados pela Consultoria Econômica e Planejamento (Ceplan), na quinta-feira (18), a projeção de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de Pernambuco para 2015 é de 2,3%, percentual que desce para 1,21% na Região Nordeste, e para 0,3% em nível nacional (leia mais aqui). 

De acordo com o pessebista, "o Governo Federal vai fazer ajustes". "E já mostrou isso, principalmente na política fiscal. E isso inclui gastar menos. Quando se gasta menos, dependendo do tipo de gasto, pode ou não afetar parcerias que estão ocorrendo com estados e municípios", observou.

A economista Tânia Bacelar também amenizou o pessimismo em relação ao desempenho da economia estadual. "É um ano difícil, embora ache que vá ser menos difícil para Pernambuco porque a gente vai ter a entrada da refinaria Abreu e Lima e o início da operação da Fiat. Pernambuco não precisa de pessimismo porque a gente acumulou uma gordurinha", disse.

Durante o encontro, Câmara comentou, ainda, sobre o projeto Pernambuco 2035, apresentado no último dia 12. A proposta o objetivo de estabelecer uma série de metas e propostas de desenvolvimento para próximos 20 anos. São 47 projetos públicos dentro de áreas estratégicas: Educação e conhecimento, qualidade de vida, instituições de qualidade, prosperidade, coesão social e territorial (leia mais aqui).

"Esse é um documento que precisa ser conhecido por todos os secretários. Tudo o que a gente for fazer nos próximos quatro anos tem que estar relacionado ao Pernambuco 2035 para que não haja descontinuidade do governo", disse o futuro governador.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247