Câmara Municipal derruba veto de Kalil para ampliar horário de metrô

A Câmara Municipal de Belo Horizonte derrubou o veto do prefeito Alexandre Kalil ao projeto de lei que estende o horário de funcionamento de metrô até meia-noite; atualmente o sistema funciona das 5h15 às 23h; os parlamentares alegaram que a expansão do horário melhora as condições de transporte e, como consequência, o sistema de ônibus

A Câmara Municipal de Belo Horizonte derrubou o veto do prefeito Alexandre Kalil ao projeto de lei que estende o horário de funcionamento de metrô até meia-noite; atualmente o sistema funciona das 5h15 às 23h; os parlamentares alegaram que a expansão do horário melhora as condições de transporte e, como consequência, o sistema de ônibus
A Câmara Municipal de Belo Horizonte derrubou o veto do prefeito Alexandre Kalil ao projeto de lei que estende o horário de funcionamento de metrô até meia-noite; atualmente o sistema funciona das 5h15 às 23h; os parlamentares alegaram que a expansão do horário melhora as condições de transporte e, como consequência, o sistema de ônibus (Foto: Leonardo Lucena)

Minas 247 - A Câmara Municipal de Belo Horizonte derrubou, nessa quarta-feira (8), o veto do prefeito Alexandre Kalil ao projeto de lei que estende o horário de funcionamento de metrô até meia-noite. Atualmente o sistema funciona das 5h15 às 23h. Os parlamentares alegaram que a expansão do horário melhora as condições de transporte e, como consequência, o sistema de ônibus.

Segundo o projeto, de autoria do ex-vereador Joel Moreira Filho (PTC) e aprovado pelos vereadores em dezembro de 2016, há muita dificuldade com o transporte público noturno enfrentada por estudantes e trabalhadores. No texto consta que, em outras capitais, o metrô encerra o funcionamento à meia-noite.

A prefeitura argumentou que a Companhia Brasileira de Transportes Urbanos (CBTU), responsável pela gestão do serviço, não tem autonomia orçamentária para implantar a proposta, porque a operação do sistema é mantida com dinheiro federal.

A proposta vetada precisa ser encaminhada ao prefeito, que poderá promulgá-la em até 48 horas. Caso contrário, o presidente da Câmara tem o mesmo prazo para promulgá-lo.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247