“Camilo tem obrigação de apoiar Roberto Cláudio”, diz José Airton

Em entrevista a uma rádio local, o deputado federal José Airton Cirilo (PT) defendeu o governador Camilo Santana (PT), que já manifestou publicamente sua intenção de apoiar a reeleição de Roberto Cláudio (PDT) à Prefeitura de Fortaleza, em detrimento da candidata oficial dos petistas, a ex-prefeita Luizianne Lins. Para ele, Camilo “tem obrigação” de estar ao lado do pedetista em função do apoio que recebeu em 2014. “Não vejo nada de anormal nisso”, disse

Em entrevista a uma rádio local, o deputado federal José Airton Cirilo (PT) defendeu o governador Camilo Santana (PT), que já manifestou publicamente sua intenção de apoiar a reeleição de Roberto Cláudio (PDT) à Prefeitura de Fortaleza, em detrimento da candidata oficial dos petistas, a ex-prefeita Luizianne Lins. Para ele, Camilo “tem obrigação” de estar ao lado do pedetista em função do apoio que recebeu em 2014. “Não vejo nada de anormal nisso”, disse
Em entrevista a uma rádio local, o deputado federal José Airton Cirilo (PT) defendeu o governador Camilo Santana (PT), que já manifestou publicamente sua intenção de apoiar a reeleição de Roberto Cláudio (PDT) à Prefeitura de Fortaleza, em detrimento da candidata oficial dos petistas, a ex-prefeita Luizianne Lins. Para ele, Camilo “tem obrigação” de estar ao lado do pedetista em função do apoio que recebeu em 2014. “Não vejo nada de anormal nisso”, disse (Foto: Rodrigo Rocha)

Ceará247 - Para o deputado federal José Airton Cirilo (PT), o governador Camilo Santana (PT) tem obrigação de apoiar a reeleição do prefeito Roberto Cláudio (PDT) em função do apoio que recebeu quando foi candidato, em 2014. Em entrevista a uma rádio local, o parlamentar disse que não vê “nada de anormal nisso” e que a postura de Camilo é “uma demonstração de fidelidade e lealdade”.

Em defesa do governador, José Airton lembrou que, nas eleições de 2014, Camilo não recebeu apoio ostensivo de Luizianne Lins (PT), que preferiu não se envolver. E considerou natural que agora a pré-candidata do partido na Capital receba o mesmo tratamento por parte do governador. “É evidente que ele se sente no direito de não apoiar ostensivamente a candidata. Se ela tivesse se envolvido diretamente na campanha dele, é evidente que ele teria o compromisso. Mas como ele vai ter o compromisso com uma pessoa que não se envolveu diretamente na campanha dele?”, justificou.

José Airton disse ainda que não vê motivos para uma licença de Camilo do partido durante o período eleitoral e que política é uma via de mão dupla. “Porque vou tirar licença para apoiar um candidato que me apoiou e que eu tenho preferência? É uma relação de mão dupla, se eu recebi o apoio dele em uma eleição, porque eu não vou apoiar também? Acho que Camilo tem obrigação de apoiar Roberto Cláudio em função do apoio que recebeu”. 

“Decisivo é o apoio do povo”

Em entrevista publicada hoje no jornal O Povo, Luizianne disse que o apoio do governador Camilo Santana não tem peso decisivo nas eleições municipais deste ano na Capital. “Se eu achasse que o apoio de Camilo era decisivo, eu estava frita. Pelo que o que ele tem se declarado, deve apoiar a candidatura de Roberto Cláudio (PDT). Então eu não posso achar que seja decisiva. Eu achava que era muito importante. Mas decisivo mesmo é o apoio do povo.”

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247