Campinas teve 22 ônibus depredados no carnaval

A Polícia Civil de São Paulo já começou a investigar a depredação de 14 ônibus municipais na madrugada desta terça-feira 4, no município do interior paulista

A Polícia Civil de São Paulo já começou a investigar a depredação de 14 ônibus municipais na madrugada desta terça-feira 4, no município do interior paulista
A Polícia Civil de São Paulo já começou a investigar a depredação de 14 ônibus municipais na madrugada desta terça-feira 4, no município do interior paulista (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Agência Brasil - A Polícia Civil de São Paulo já começou a investigar a depredação de 14 ônibus municipais na madrugada desta terça-feira (4), em Campinas, no interior do estado. Segundo a Associação das Empresas de Transporte Urbano de Campinas (Transurc), que não soube informar as causas da violência de hoje, disse que, desde o início do carnaval, 22 ônibus foram depredados na cidade.

Segundo a associação, 12 veículos tiveram as janelas e o alçapão do teto arrancados, câmeras de segurança danificadas e bancos quebrados. Isso, segundo a associação, deverá fazer com que menos ônibus das linhas 316, 317, 330, 331, 332 e 332 circulem pela cidade amanhã (5), já que, por causa do feriado, fica difícil conseguir peças de reposição.

O prejuízo estimado com a depredação de dez desses veículos foi estimado em R$ 30 mil. Os outros dois ônibus, que circulam pela região do Ouro Verde, tiveram as janelas e câmeras arrancadas. O prejuízo foi calculado em R$ 10 mil.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email