Campos cobra distribuição igualitária de recursos

O ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas (PT), desembarcou nesta sexta (2) no Recife para lançar o Plano Safra do Semiárido; O projeto prevê a liberação de quase R$ 2 bi para a agricultura familiar; Mesmo com a liberação da verba, o governador de Pernambuco e possível candidato a presidente da República em 2014, Eduardo Campos (PSB), cobrou uma distribuição mais igualitária dos recursos

Campos cobra distribuição igualitária de recursos
Campos cobra distribuição igualitária de recursos
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

PE247 – O ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas (PT), desembarcou nesta sexta-feira (2) no Recife (PE) para lançar o Plano Safra do Semiárido, que objetiva recuperar a produção de alimentos nas regiões afetas pela seca, a maior dos últimos 50 anos a assolar a Região Nordeste. O projeto prevê a liberação de R$ 700 milhões junto ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), além de R$ 1,2 bilhão do Plano Safra da Agricultura Familiar para o estado. Mesmo com a liberação da verba, que soma quase R$ 2 bilhões, o governador de Pernambuco e possível candidato a presidente da República em 2014, Eduardo Campos (PSB), cobrou uma distribuição mais igualitária dos recursos.

O pacote total da verba soma R$ 7 bilhões para ações de financiamento, sendo R$ 4 bilhões para os agricultores familiares e R$ 3 bilhões para os outros produtores. De acordo o ministro Pepe Vargas, se toda a verba voltada para a agricultura familiar for liberada antes do fim da estiagem, a presidente Dilma Rousseff (PT) garantiu que disponibilizará novos recursos.

Outras ações previstas no programa são a construção de quatro armazéns da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e reforma de outros 19, assistência técnica aos produtores, além de um seguro para a garantia safra e renegociações das dívidas. Além disso, os produtores serão contemplados com condições diferenciadas para saldarem os seus débitos. Dessa forma, um desconto pode chegar até 85% do valor da dívida.

O Governo Federal pretende, ainda, aplicar R$ 1,3 bilhão na aquisição de alimentos dos produtores familiares, dos quais R$ 600 mil serão destinadas para a compra de merenda escolar. Durante a visita, o ministro Pepe Vargas também entregou equipamentos rurais para 122 prefeituras do estado. Foram 30 pás carregadeiras, 29 retroescavadeiras, 28 caminhões caçamba e 25 motoniveladoras.

Apesar da liberação dos recursos para Pernambuco, o governador do Estado, Eduardo Campos (PSB), ainda aliado oficial da presidente Dilma, atacou, novamente, o Executivo federal, ao defender mais equilíbrio na distribuição dos recursos. "O Nordeste tem um terço dos agricultores familiares do país e só um décimo do crédito (para este setor)", afirmou. Segundo o governador, cotado para ser um dos adversários da petista na eleição presidencial do próximo ano, o Nordeste precisa de um tratamento diferenciado. "Isso significa romper séculos de exclusão", acrescentou. Mesmo adotando a postura de tecer críticas ao Governo Federal nos últimos meses, o gestor declarou: "Aqui em Pernambuco, o espírito é de colaboração", complementou.

Por sua vez, o senador Humberto Costa (PT-PE), que também esteve presente no ato, disse que a atração de investimentos para Pernambuco tem sido uma das prioridades do Governo Federal. "Tenho certeza que foi por isso que os pernambucanos votaram em peso na presidente Dilma Rousseff", afirmou o congressista. Já Eduardo Campos não comentou a respeito das declarações de Costa e disse que não interpretou o discurso do parlamentar como um recado direcionado ao PSB, tendo em vista as articulações políticas e empresariais do governador visando o pleito presidencial 2014.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247