Campos malha PSDB por uso eleitoral da inflação

Governador de Pernambuco e provável candidato à presidência em 2014 criticou o uso eleitoral da inflação por parte do também presidenciável Aécio Neves (PSDB), que acusou o governo federal e a presidente Dilma de leniência com a escalada inflacionária; “Um assunto sério feito esse não pode ser tratado de maneira eleitoral, um acusando o outro, isso não interessa ao País. O que interessa ao País é fazer com que não tenha inflação, preservar os empregos, retomar o crescimento econômico”

Campos malha PSDB por uso eleitoral da inflação
Campos malha PSDB por uso eleitoral da inflação (Foto: (457) João Carlos Mazella / Fot)

PE247 - O governador de Pernambuco e virtual candidato á Presidência da República pelo PSB, Eduardo Campos, criticou o uso eleitoral da inflação. O recado teve como destinatário o senador mineiro e pré-candidato pelo PSDB, Aécio Neves, que no feriado do Dia do Trabalho (1) acusou o Governo Federal e a presidente Dilma Rousseff (PT) de leniência com a escalada inflacionária. “Um assunto sério feito esse não pode ser tratado de maneira eleitoral, um acusando o outro, isso não interessa ao País. O que interessa ao País é fazer com que não tenha inflação, preservar os empregos, retomar o crescimento econômico”, disse Campos durante uma visita à barragem de Serro Azul, em Palmares, na Mata Sul do Estado.

Apesar do recado claro ao possível adversário no pleito de 2014, Eduardo também alfinetou a política econômica ao afirmar que o País precisa discutir o processo inflacionário e que não adianta esconder o problema.  . “Existem problemas na economia brasileira. Tem coisas que a gente pode fazer enquanto governo, tem coisas que a sociedade pode fazer, que os empresários podem fazer, os analistas podem fazer. É hora de ter bom-senso”, criticou.

A afirmação de Eduardo pode ser entendida como uma delimitação de espaços contra o recente posicionamento de Aécio Neves, que tem subido o tom das críticas ao governo da presidente Dilma como forma de se firmar como o candidato da oposição.  Este papel, de crítico ao governo, vinha sendo exercido até bem pouco tempo por Campos, apesar deste permanece na base governista, o que levou o próprio PSDB a alertar Aécio sobre a situação. Agora, resta saber como o PSDB irá reagir diante das declarações do dirigente pessebista.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247