Campos: "quadro ainda não está claro" para 2014

Apesar das pressões e declarações feitas por integrantes da cúpula do PSB em prol da sua candidatura presidencial já em 2014, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos,disse que o encontro realizado no Recife não serviu para discutir questões ligadas as disputas estaduais e nem ao processo nacional; "Nós não abrimos o debate sobre sucessão estadual nem nacional porque achamos que o quadro ainda não está claro, nem é o tempo certo. Não estão dadas as circunstâncias em que a eleição vai se dar”, disse

Apesar das pressões e declarações feitas por integrantes da cúpula do PSB em prol da sua candidatura presidencial já em 2014, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos,disse que o encontro realizado no Recife não serviu para discutir questões ligadas as disputas estaduais e nem ao processo nacional; "Nós não abrimos o debate sobre sucessão estadual nem nacional porque achamos que o quadro ainda não está claro, nem é o tempo certo. Não estão dadas as circunstâncias em que a eleição vai se dar”, disse
Apesar das pressões e declarações feitas por integrantes da cúpula do PSB em prol da sua candidatura presidencial já em 2014, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos,disse que o encontro realizado no Recife não serviu para discutir questões ligadas as disputas estaduais e nem ao processo nacional; "Nós não abrimos o debate sobre sucessão estadual nem nacional porque achamos que o quadro ainda não está claro, nem é o tempo certo. Não estão dadas as circunstâncias em que a eleição vai se dar”, disse (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

PE247 - Apesar das pressões e declarações feitas por integrantes da cúpula do PSB, o governador de Pernambuco e potencial candidato à Presidência da República em 2014, Eduardo Campos, disse que o encontro, realizado nesta segunda-feira (19), no Recife, não serviu para discutir questões ligadas as disputas estaduais e nem ao processo nacional. "Nós não abrimos o debate sobre sucessão estadual nem nacional porque achamos que o quadro ainda não está claro, nem é o tempo certo. Há um processo em curso no Brasil e que precisa ser cuidado por todos sem um olhar eleitoral. Não estão dadas as circunstâncias em que a eleição vai se dar”, disse o governador.

Apesar de se mostrar contrário a antecipação do debate eleitoral, Campos disse que o PSB vem atuando firmemente no sentido de montar chapas e palanques competitivos e, nesta estratégia, o aumento do tempo de televisão e da participação nas cotas do fundo partidário estão entre as prioridades do partido neste momento. No encontro na capital pernambucana- o terceiro em menos de dois meses – também ficou definido que a legenda criará uma comissão que terá como missão estreitar os contatos e alianças para a estruturação dos palanques estaduais e das candidaturas proporcionais.

“Eles (da comissão) estão fazendo isso, animando as pessoas, os companheiros que já foram candidatos, vereadores que vão ser candidatos a deputados. Ou seja, tem uma tarefa enorme e, ao lado disso, eles vão fazendo um mapeamento dos cenários de eleição majoritária nos Estados para, quando chegar em janeiro, ter esse trabalho feito”, disse o governador, segundo o Blog do Jamildo.

No encontro da cúpula do PSB em terras pernambucanas, os integrantes da legenda elegeram três pontos estratégicos a serem trabalhados visando às eleições do próximo ano. Além do fortalecimento da própria candidatura presidencial de Eduardo Campos, o aumento da bancada federal, dos atuais 39 para 50 deputados, e, no mínimo, manter os seis governos estaduais hoje administrados pelo partido, são as metas visadas pela sigla.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email