Canavieiros cobram da União verba de subvenção

Representantes do setor sucroalcooleiro estarão reunidos com dirigentes do Ministério da Fazenda, nesta quarta-feira (26), em Brasília. O objetivo da União Nordestina dos Produtores de Cana-de-Açúcar (Unida) é discutir a liberação das subvenções pendentes para os canavieiros nordestinos afetados pela pior estiagem dos últimos 50 anos; Dos R$ 148 milhões autorizados para pagamento dos produtores em 2013, cerca de R$ 50 milhões, ainda não foram liberados; a Unida também pedirá a autorização de uma nova subvenção, referente à safra 2012/2013

Representantes do setor sucroalcooleiro estarão reunidos com dirigentes do Ministério da Fazenda, nesta quarta-feira (26), em Brasília. O objetivo da União Nordestina dos Produtores de Cana-de-Açúcar (Unida) é discutir a liberação das subvenções pendentes para os canavieiros nordestinos afetados pela pior estiagem dos últimos 50 anos; Dos R$ 148 milhões autorizados para pagamento dos produtores em 2013, cerca de R$ 50 milhões, ainda não foram liberados; a Unida também pedirá a autorização de uma nova subvenção, referente à safra 2012/2013
Representantes do setor sucroalcooleiro estarão reunidos com dirigentes do Ministério da Fazenda, nesta quarta-feira (26), em Brasília. O objetivo da União Nordestina dos Produtores de Cana-de-Açúcar (Unida) é discutir a liberação das subvenções pendentes para os canavieiros nordestinos afetados pela pior estiagem dos últimos 50 anos; Dos R$ 148 milhões autorizados para pagamento dos produtores em 2013, cerca de R$ 50 milhões, ainda não foram liberados; a Unida também pedirá a autorização de uma nova subvenção, referente à safra 2012/2013 (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Mariana Almeida, Pernambuco 247 - Representantes do setor sucroalcooleiro pernambucano estarão reunidos com dirigentes do Ministério da Fazenda, nesta quarta-feira (26), em Brasília. O objetivo da União Nordestina dos Produtores de Cana-de-Açúcar (Unida) é discutir a liberação das subvenções federais pendentes para os canavieiros nordestinos afetados pela pior estiagem dos últimos 50 anos. Dos R$ 148 milhões que foram autorizados para pagamento dos produtores em 2013, cerca de R$ 50 milhões, que deveriam ter sido pagos em janeiro deste ano, ainda não foram liberados. A Unida também deve realizará um pedido para a autorização de uma nova subvenção, referente à safra 2012/2013. 

“Estamos tentando agilizar o processo de pagamento dessas subvenções referentes a safra 2011/2012. Elas deveriam ter sido pagas em janeiro, mas faltaram recursos”, afirmou o presidente da Unida, Alexandre Andrade Lima. De acordo com Lima, a Unida está tentando fazer com que o pagamento das subvenções seja anual, devido às dificuldades dos agricultores com relação à seca e aos terrenos mais acidentados da região, que demandam custos maiores dos produtores quando em comparação com as zonas de produção do Centro-Sul do País. O deputado federal e ex-presidente do PT em Pernambuco, Pedro Eugênio (PE), também participará da reunião fazendo a ligação entre o setor e o Governo Federal.

Segundo Lima, o pagamento anual das subvenções equalizará os custos da produção no Nordeste, que é maior do que o das outras regiões brasileiras. Para o presidente, a manutenção desses pagamentos poderá manter a competitividade da Região. “Logo, como o custo de produção nordestina de cana-de-açúcar é maior que o de outras regiões, equalizar não pode e não deve ser entendido como tornar diferente, melhor, mas sim tornar igual, equalizado", afirmou.

O setor canavieiro do Nordeste conta com cerca de 25 mil pequenos e médios produtores. Deste total, estima-se que 21 mil tenham sido prejudicados pela última seca. As subvenções da safra 2011/2012 devem restituir um valor de R$ 12 por tonelada de cana prejudicada pela estiagem, com limite de 10 mil toneladas por produtor afetado.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email