Canção religiosa em apoio à reeleição de Bolsonaro tem ofensa a Lula e verso homofóbico (vídeo)

A música leva o nome de "Bolsonaro emissário de Deus". Também chama o ex-presidente Lula de "ladrão de nove dedos". Em outro verso, a canção diz, de maneira homofóbica, que "fizeram até CPI, o Anta, o Bambi e o Raposão/Mal"

Banda Filhas do Mestre
Banda Filhas do Mestre (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - A auto intitulada banda religiosa "Filhas do Mestre", formada por três jovens, lançou esta semana uma canção fazendo campanha para a reeleição de Jair Bolsonaro e com ofensas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A música leva o nome de "Bolsonaro emissário de Deus".

"Basta ter fé que o Brasil vai pra frente! Deus escolheu Bolsonaro para ser presidente", diz a canção. "Nosso Brasil acordou e não quer mais se calar. E o ladrão de nove dedos, pode nunca mais vai voltar", continua, ao ofender Lula. 

Em outro verso, a canção afirma, de maneira homofóbica: "fizeram até CPI, o Anta, o Bambi e o Raposão/Mal sabem que é no Bolsonaro que vamos votar na próxima eleição".

PUBLICIDADE

Também houve críticas ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, e para a Globo. 

"O Barroso já falou: ‘voto impresso jamais’/Rasgou a Constituição e ainda soltaram o Barrabás/A Globolixo também quer o país afundar/Tentam com pesquisas falsas o Brasil inteiro enganar".

PUBLICIDADE

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email