Candidata do PSOL entra na justiça por direito de participar do Roda Viva

Mesmo empatada tecnicamente com outros candidatos que foram convidados para o programa da TV Cultura, Lisete Arelaro não foi convidada; mandato de segurança pede multa diária para a emissora administrada pela Fundação Anchieta

Candidata do PSOL entra na justiça por direito de participar do Roda Viva
Candidata do PSOL entra na justiça por direito de participar do Roda Viva (Foto: Divulgação/Adufes)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A pré-candidata do PSOL ao Governo de São Paulo, Lisete Arelaro, entrou com um mandato de segurança no TRE-SP, em parceria com a Rede Feminista de Juristas, para exigir a inclusão de seu nome no ciclo de debates promovido pelo Roda Viva da TV Cultura.

Segundo nota publicada por Lisete, a direção da TV Cultura convidou até agora "apenas outros quatro pré-candidatos ao governo de São Paulo, todos homens e de partidos tradicionais". A representação solicita que o TRE-SP indique a inclusão de Professora Lisete no ciclo de debate, sob pena de multa diária de R$ 50 mil à Fundação Padre Anchieta, mantenedora da TV Cultura, pelo descumprimento.

A solicitação se baseia na proporcionalidade mínima de 30% entre os gêneros tanto nas candidaturas inscritas pelas chapas como na distribuição do Fundo Partidário e do tempo destinado à propaganda eleitoral de rádio e TV, que foi reforçada tanto pelo Supremo Tribunal Federal (STF) como pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247