Candidato, Russomano diz não estar preocupado com julgamento no STF

O deputado federal Celso Russomanno foi oficializado como candidato a prefeito de São Paulo pelo PRB; em primeiro lugar nas pesquisas de intenção de voto, ele disse que 'não está preocupado, está tranquilo' com relação ao julgamento do Supremo, previsto para agosto, de uma ação da qual é réu por supostamente empregar recursos públicos da Câmara para pagar os salários de uma funcionária que atuava para sua produtora de TV; "Eu não tenho insegurança jurídica nenhuma. Assim como o meu caso existem outros 116 casos análogos e todos foram arquivados porque a condição de assessor parlamentar no Estado permite que ele tenha mais de uma atividade", disse ele 

O deputado federal Celso Russomanno foi oficializado como candidato a prefeito de São Paulo pelo PRB; em primeiro lugar nas pesquisas de intenção de voto, ele disse que 'não está preocupado, está tranquilo' com relação ao julgamento do Supremo, previsto para agosto, de uma ação da qual é réu por supostamente empregar recursos públicos da Câmara para pagar os salários de uma funcionária que atuava para sua produtora de TV; "Eu não tenho insegurança jurídica nenhuma. Assim como o meu caso existem outros 116 casos análogos e todos foram arquivados porque a condição de assessor parlamentar no Estado permite que ele tenha mais de uma atividade", disse ele 
O deputado federal Celso Russomanno foi oficializado como candidato a prefeito de São Paulo pelo PRB; em primeiro lugar nas pesquisas de intenção de voto, ele disse que 'não está preocupado, está tranquilo' com relação ao julgamento do Supremo, previsto para agosto, de uma ação da qual é réu por supostamente empregar recursos públicos da Câmara para pagar os salários de uma funcionária que atuava para sua produtora de TV; "Eu não tenho insegurança jurídica nenhuma. Assim como o meu caso existem outros 116 casos análogos e todos foram arquivados porque a condição de assessor parlamentar no Estado permite que ele tenha mais de uma atividade", disse ele  (Foto: Leonardo Lucena)

SP 247 - O deputado federal Celso Russomanno foi oficializado, neste domingo (24), como candidato a prefeito de São Paulo pelo PRB.  O postulante irá disputar o executivo municipal pela Coligação São Paulo sabe, a gente resolve – em parceria com outras três agremiações, PSC, PTN e PEN. Líder nas pesquisas de intenção de voto, Russomanno disse que "não está preocupado, está tranquilo" com relação ao julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF), previsto para agosto, de uma ação da qual é réu por supostamente empregar recursos públicos da Câmara para pagar os salários de uma funcionária que atuava para sua produtora de TV.

"Eu não tenho insegurança jurídica nenhuma. Assim como o meu caso existem outros 116 casos análogos e todos foram arquivados porque a condição de assessor parlamentar no Estado permite que ele tenha mais de uma atividade", disse ele.

Atualmente em seu quinto mandato parlamentar, Russomanno foi condenado em primeira instância judicial em 2014. Coo punição, a Justiça impôs a ele uma carga de 790 horas de serviços comunitários e doação de 25 cestas básicas.

Se condenado pela Corte máxima, ele cai na Lei da Ficha Limpa e torna-se inelegível.

Segundo o candidato, “está no Ato 72 da Mesa da Câmara, de 1997. Ela (a funcionária) não trabalhava na produtora. Ela trabalhava no escritório político. Naquela época não existia verba de gabinete. As verbas de gabinete para locação de imóveis nos Estados foi criada em abril de 2001".

"O período que estamos falando é anterior a isso, ou seja, todos os deputados federais, todos sem exceção de nenhum, naquela época tinham os seus funcionários nas projeções das suas atividades privadas, todos os 513 deputados. Não é uma questão minha. Todos os 513 deputados, aqueles que eram médicos nos seus hospitais, aqueles que eram dentistas nos seus consultórios, os advogados nos seus escritórios. Isso é a pura verdade", complementa.

Russomano informou que o seu vice ainda não foi escolhido.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247