Candidatura de Eliane ao Senado seria homenagem a Déda, diz jornal

A informação foi publicada na edição desta quinta-feira (9) da coluna Panorama Político, assinada pelo jornalista Ilimar Franco, no jornal "O Globo" e republicado em centenas de jornais pelo país, como no diário local "Jornal da Cidade; segundo o colunista, "entre os partidos aliados (PT, PSB e PMDB), a indicação é consenso e entendida como uma homenagem ao trabalho político de Déda"

A informação foi publicada na edição desta quinta-feira (9) da coluna Panorama Político, assinada pelo jornalista Ilimar Franco, no jornal "O Globo" e republicado em centenas de jornais pelo país, como no diário local "Jornal da Cidade; segundo o colunista, "entre os partidos aliados (PT, PSB e PMDB), a indicação é consenso e entendida como uma homenagem ao trabalho político de Déda"
A informação foi publicada na edição desta quinta-feira (9) da coluna Panorama Político, assinada pelo jornalista Ilimar Franco, no jornal "O Globo" e republicado em centenas de jornais pelo país, como no diário local "Jornal da Cidade; segundo o colunista, "entre os partidos aliados (PT, PSB e PMDB), a indicação é consenso e entendida como uma homenagem ao trabalho político de Déda" (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sergipe 247 - O jornalista Ilimar Franco, que assina coluna diária no jornal "O Globo", publicou nesta quinta-feira (9) nota intitulada "A sucessora" em que afirma que a secretária estadual da Inclusão Social, Eliane Aquino, mulher do ex-governador de Sergipe Marcelo Déda, que faleceu no mês passado, "deverá disputar o Senado no lugar de seu marido, que concorreria à vaga". Segundo o colunista, "entre os partidos aliados (PT, PSB e PMDB), a indicação é consenso e entendida como uma homenagem ao trabalho político de Déda".

As especulações em torno de uma candidatura de Eliane existem desde o falecimento de Déda em 2 de dezembro. Sua eleição é vista como certa, até mesmo por integrantes da oposição. O senador Eduardo Amorim (PSC), por exemplo, candidato a governador pela oposição, pesquisou a situação eleitoral da ex-primeira-dama, segundo fonte do 247. Da parte governista, o prefeito de Canindé, Heleno Silva (PRB), afirmou ao Jornal da Cidade que, se Eliane for candidata, ele deseja trabalhar pela sua candidatura no Sertão. Eliane nega interesse na disputa.

A nota do jornal "O Globo" - republicada no diário local "Jornal da Cidade" - na íntegra:

A sucessora
Eliane Aquino, mulher do ex-governador de Sergipe Marcelo Déda, morto em dezembro passado em decorrência de um câncer, deverá disputar o Senado no lugar de seu marido, que concorreria à vaga. Entre os partidos aliados (PT, PSB e PMDB), a indicação é consenso e entendida como uma homenagem ao trabalho político de Déda.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247