Candidatura do PMDB ao Senado irá para convenção

O PMDB mineiro poderá ter de escolher em convenção o candidato ao Senado pela sigla; isso porque a ala do partido ligada ao senador Clésio Andrade, pré-candidato ao governo mineiro, anunciou o ex-ministro Hélio Costa como postulante a senador; acontece que, no mesmo dia, o empresário Josué Gomes da Silva, filho do ex-vice-presidente José Alencar, confirmou, em Belo Horizonte, a sua candidatura ao Senado

O PMDB mineiro poderá ter de escolher em convenção o candidato ao Senado pela sigla; isso porque a ala do partido ligada ao senador Clésio Andrade, pré-candidato ao governo mineiro, anunciou o ex-ministro Hélio Costa como postulante a senador; acontece que, no mesmo dia, o empresário Josué Gomes da Silva, filho do ex-vice-presidente José Alencar, confirmou, em Belo Horizonte, a sua candidatura ao Senado
O PMDB mineiro poderá ter de escolher em convenção o candidato ao Senado pela sigla; isso porque a ala do partido ligada ao senador Clésio Andrade, pré-candidato ao governo mineiro, anunciou o ex-ministro Hélio Costa como postulante a senador; acontece que, no mesmo dia, o empresário Josué Gomes da Silva, filho do ex-vice-presidente José Alencar, confirmou, em Belo Horizonte, a sua candidatura ao Senado (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Minas 247 – O PMDB mineiro poderá ter de escolher em convenção o candidato ao Senado pela sigla. Isso porque a ala do partido ligado ao senador Clésio Andrade, pré-candidato ao governo mineiro, anunciou, nesta segunda-feira (17), o ex-ministro Hélio Costa como postulante a senador. Acontece que, no mesmo dia, o empresário Josué Gomes da Silva, filho do ex-vice-presidente José Alencar, confirmou, em Belo Horizonte, a sua candidatura ao Senado. E, vale ressaltar, que, na Casa, haverá apenas uma vaga em disputa.

De acordo com Hélio Costa, ainda é cedo para definir quem será o candidato do PMDB ao Senado. "Não há apenas um nome colocado. Tem o Josué, eu e outras lideranças", disse, em entrevista ao jornal O Estado de Minas.

Além de ter que definir o rumo que o partido tomará na disputa para o Senado, o PMDB decidirá qual o caminho a ser percorrido na eleição estadual. Apesar de a legenda, em convenção da Executiva mineira, reafirmar a postulação do senador Clésio Andrade, ao Palácio da Liberdade, o PT, ao qual os peemedebistas são os principais aliados o Congresso Nacional, tem como pré-candidato ao governo mineiro o ex-ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel. Em consequência da indicação do Partido dos Trabalhadores, o PMDB indicaria um vice na chapa.

Segundo o presidente nacional em exercício da legenda peemedebista, Saraiva Felipe, defensor de candidatura própria em Minas, 86% dos delegados da sigla são favoráveis à postulação do PMDB ao Executivo estadual.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email