Cardozo reassumirá cargo de procurador do município de SP

Ex-ministro da Justiça estava licenciado do cargo desde 1995 para exercer outros cargos públicos, como vereador, deputado e ministro; concursado, Cardozo não poderá ser exonerado pelo prefeito eleito João Doria (PSDB) e poderá continuar atuando na defesa de Dilma Rousseff nos processos aos quais ela responde no STF

Brasília - O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, fala do primeiro relatório nacional sobre a população penitenciária feminina do País (Elza Fiúza/Agência Brasil)
Brasília - O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, fala do primeiro relatório nacional sobre a população penitenciária feminina do País (Elza Fiúza/Agência Brasil) (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-ministro da Justiça José Eduardo Cardozo reassumirá o cargo de procurador do município de São Paulo, do qual estava licenciado desde 1995 para exercer outros cargos públicos, como vereador, deputado e ministro. Por último, Cardozo atuou como advogado de defesa de Dilma Rousseff no processo de impeachment.

Como é concursado, Cardozo não poderá ser exonerado pelo prefeito eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), e poderá continuar atuando na defesa de Dilma nos processos aos quais ela responde no Supremo Tribunal Federal (STF), além de atuar em outras causas por meio de seu escritório particular.

Na procuradoria, dentre as atribuições de Cardozo estão a prestação de serviços de consultoria jurídica, defesa judicial e extrajudicial dos interesses e direitos da administração pública, e a coordenação e supervisionamento técnico dos órgãos jurídicos do município. 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247