Caso Petrobras: lobista se explicará na Câmara

O delator do suposto esquema de pagamento de propina em contratos da Petrobras envolvendo o PMDB, o ex-presidente da BR Distribuidora Jorge Augusto Henrique e o ex-diretor da Área Internacional da estatal Jorge Zelada devem ser convidados para depoimento na Comissão de Minas e Energia da Câmara no próximo dia 22; informação é do requerente do convite e vice-líder do PMDB na Casa, deputado Lúcio Vieira Lima

O delator do suposto esquema de pagamento de propina em contratos da Petrobras envolvendo o PMDB, o ex-presidente da BR Distribuidora Jorge Augusto Henrique e o ex-diretor da Área Internacional da estatal Jorge Zelada devem ser convidados para depoimento na Comissão de Minas e Energia da Câmara no próximo dia 22; informação é do requerente do convite e vice-líder do PMDB na Casa, deputado Lúcio Vieira Lima
O delator do suposto esquema de pagamento de propina em contratos da Petrobras envolvendo o PMDB, o ex-presidente da BR Distribuidora Jorge Augusto Henrique e o ex-diretor da Área Internacional da estatal Jorge Zelada devem ser convidados para depoimento na Comissão de Minas e Energia da Câmara no próximo dia 22; informação é do requerente do convite e vice-líder do PMDB na Casa, deputado Lúcio Vieira Lima (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247

O lobista e ex-diretor da BR Distribuidora Jorge Augusto Henrique e o ex-diretor da Área Internacional da Petrobras Jorge Zelada devem ser ouvidos na próxima quinta-feira (22) pela Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados sobre o suposto esquema de pagamento de propina em contratos da Petrobras envolvendo o PMDB.

"Falei por telefone com o presidente da comissão, Dudu da Fonte [PP-PE]. Ele assumiu o compromisso de expedir os convites ainda ontem à tarde e marcar para quinta que vem", disse o vice-líder do PMDB na Câmara, deputado Lúcio Vieira Lima, autor do requerimento para convidar os acusados, em entrevista ao site Bahia Notícias.

As denúncias foram feitas em reportagem na última edição da revista Época e o delator é o próprio lobista José Augusto.

Para Lúcio, a decisão do Ministério Público Federal e do Tribunal de Contas da União (TCU) de investigar o suposto esquema coloca os dois acusados contra a parede. "Se você não tem nada a temer, comparece à audiência. Mas isso (investigação) já é um indício ruim", afirma o peemedebista.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email