Casos de dengue no Ceará aumentam 195% em 2015

Número de casos confirmados de dengue no Ceará até o começo de dezembro já supera todo o ano de 2014; os dados do Boletim Epidemiológico da Secretaria de Saúde do Estado (Sesa) mostram um aumento de 195% nos casos de dengue clássica: em 2014 foram registrados 28.243 casos, enquanto que em 2015, já estão confirmados 53.795 ocorrências; números também mostram aumento significativo nos casos de dengue com sinais de alarme e de dengue grave

zika dengue aedes 
zika dengue aedes  (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Ceará 247 - O número de casos confirmados de dengue no Ceará até o começo de dezembro já supera todo o ano de 2014. Os dados do Boletim Epidemiológico da Secretaria de Saúde do Estado (Sesa), divulgado na sexta-feira (4), mostram um aumento de 195% nos casos de dengue clássica: em 2014 foram registrados 28.243 casos, enquanto que em 2015, já estão confirmados 53.795 ocorrências. 

Os números também mostram aumento significativo nos casos de dengue com sinais de alarme e de dengue grave. Segundo dados do boletim epidemiológico da Sesa, os casos de dengue com sinais de alarme aumentaram 195,5% de um ano para outro, passando de 223, em 2015, para 659 este ano. Já os casos de dengue grave tiveram aumento de 80%: no ano passado foram registrados 66 casos, enquanto que em 2015 o número de casos confirmados chegou a 119. Houve crescimento no número de mortes, de 53 em 2014 para 66 registros neste ano.

A situação se torna mais preocupante quando aumentam também os registros de outras doenças que podem ser transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, como a febre chikungunya, o Zica vírus – um dos causadores da microcefalia -, e a Síndrome de Guillain-Barré, que afeta o sistema nervoso e pode provocar fraqueza muscular e paralisia - geralmente temporária - dos membros.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email