Casos de microcefalia chegam a 496 na Bahia

Do início de outubro de 2015 até segunda-feira (18) já foram notificados 496 casos de microcefalia na Bahia, com perímetro cefálico menor ou igual a 32 centímetros; os casos foram notificados em 88 municípios, sendo Salvador o que apresentou o maior número, com 290 casos (58,5%); do total de casos notificados, 134 mães (27%) referiram ter tido doença exantemática na gestação

Do início de outubro de 2015 até segunda-feira (18) já foram notificados 496 casos de microcefalia na Bahia, com perímetro cefálico menor ou igual a 32 centímetros; os casos foram notificados em 88 municípios, sendo Salvador o que apresentou o maior número, com 290 casos (58,5%); do total de casos notificados, 134 mães (27%) referiram ter tido doença exantemática na gestação
Do início de outubro de 2015 até segunda-feira (18) já foram notificados 496 casos de microcefalia na Bahia, com perímetro cefálico menor ou igual a 32 centímetros; os casos foram notificados em 88 municípios, sendo Salvador o que apresentou o maior número, com 290 casos (58,5%); do total de casos notificados, 134 mães (27%) referiram ter tido doença exantemática na gestação (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247 - Do início de outubro de 2015 até segunda-feira (18) já foram notificados 496 casos de microcefalia na Bahia, com perímetro cefálico menor ou igual a 32 centímetros. Os casos foram notificados em 88 municípios, sendo Salvador o que apresentou o maior número, com 290 casos (58,5%).

Do total de casos notificados, 134 mães (27%) referiram ter tido doença exantemática na gestação. Dessas, 76 informaram que a doença ocorreu no primeiro trimestre, 34 no segundo trimestre, dez no terceiro trimestre e 14 não lembravam ou não souberam precisar o trimestre.

Durante a gestação, 232 (46,8%) mulheres não apresentaram a doença exantemática e 130 (26,2%) não souberam dizer.

Dentre os 496 casos, foram notificados dez óbitos nos municípios de Salvador (2), Itapetinga (1), Olindina (1), Tanhaçu (1), Camaçari (1) e Itabuna (1), Campo Formoso (1), Alagoinhas (1) e Crisópolis (1).

Ações

Diversas ações de pesquisa e desenvolvimento tecnológico estão em curso pelo Governo do Estado para combater o Aedes aegypti. Entre elas, destaque para o teste rápido para dengue e chikungunya, o caça mosquito, mosquito transgênico, bacillus thuringiensis israelensis, wolbachia e repelente com nanotecnologia.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247