Ceará destaca vitória difícil contra um Santos sem pretensões no Brasileirão

"Essa vitória vai contar muito na sequência. São 70 pontos faltando quatro jogos, obviamente que foi um passo largo para a conquista, mas ainda faltam alguns pontos a serem conquistados. Agora é descansar porque temos um jogo difícil", completou o lateral

"Essa vitória vai contar muito na sequência. São 70 pontos faltando quatro jogos, obviamente que foi um passo largo para a conquista, mas ainda faltam alguns pontos a serem conquistados. Agora é descansar porque temos um jogo difícil", completou o lateral
"Essa vitória vai contar muito na sequência. São 70 pontos faltando quatro jogos, obviamente que foi um passo largo para a conquista, mas ainda faltam alguns pontos a serem conquistados. Agora é descansar porque temos um jogo difícil", completou o lateral (Foto: Luis Mauro Queiroz)

Por Danilo Cândido de Oliveira, do  Futnet

O lateral-direito Ceará, do Cruzeiro, entrou em campo na vitória contra o Santos, no último domingo, pelo Campeonato Brasileiro, e ressaltou a dificuldade que os paulistas imprimiram para a Raposa. Mesmo sem pretensões no Brasileirão, o Santos não aliviou e o Cruzeiro teve que buscar uma vitória difícil contra o "eliminado" time praiano.

"Não tem jogo fácil. Mesmo que o Santos não estivesse lutando por nada no campeonato, eles queriam a vitória para a torcida, e isso dificultou a nossa vitória", afirmou o lateral.

Com a vitória, o Cruzeiro chegou aos 70 pontos e agora está mais próximo do título. Para Ceará, os celestes deram um passo importante para a vitória.

"Essa vitória vai contar muito na sequência. São 70 pontos faltando quatro jogos, obviamente que foi um passo largo para a conquista, mas ainda faltam alguns pontos a serem conquistados. Agora é descansar porque temos um jogo difícil", completou o lateral.

Brasil 247 lança concurso de contos sobre a quarentena do coronavírus. Participe do concurso

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247