Centrais realizam ato em Porto Alegre por Diretas Já

Centrais sindicais realizam um dia de grande mobilização nacional nesta quarta-feira (24); os trabalhadores do campo e da cidade vão ocupar Brasília para deixar claro que repudiam as reformas da Previdência e Trabalhista, por retirar direitos conquistados com muita luta ao longo da história; também irão defender ‘Fora,Temer’ e eleições diretas já; em Porto Alegre, com o mesmo teor, haverá um ato a partir das 17h30, na Esquina Democrática; “Vamos tomar as ruas contra as reformas do Temer, a fim de pressionar deputados e senadores, impedir o golpe dentro do golpe e garantir o direito do povo brasileiro escolher o novo presidente da República”, afirma o presidente da CUT-RS, Claudir Nespolo

Centrais sindicais realizam um dia de grande mobilização nacional nesta quarta-feira (24); os trabalhadores do campo e da cidade vão ocupar Brasília para deixar claro que repudiam as reformas da Previdência e Trabalhista, por retirar direitos conquistados com muita luta ao longo da história; também irão defender ‘Fora,Temer’ e eleições diretas já; em Porto Alegre, com o mesmo teor, haverá um ato a partir das 17h30, na Esquina Democrática; “Vamos tomar as ruas contra as reformas do Temer, a fim de pressionar deputados e senadores, impedir o golpe dentro do golpe e garantir o direito do povo brasileiro escolher o novo presidente da República”, afirma o presidente da CUT-RS, Claudir Nespolo
Centrais sindicais realizam um dia de grande mobilização nacional nesta quarta-feira (24); os trabalhadores do campo e da cidade vão ocupar Brasília para deixar claro que repudiam as reformas da Previdência e Trabalhista, por retirar direitos conquistados com muita luta ao longo da história; também irão defender ‘Fora,Temer’ e eleições diretas já; em Porto Alegre, com o mesmo teor, haverá um ato a partir das 17h30, na Esquina Democrática; “Vamos tomar as ruas contra as reformas do Temer, a fim de pressionar deputados e senadores, impedir o golpe dentro do golpe e garantir o direito do povo brasileiro escolher o novo presidente da República”, afirma o presidente da CUT-RS, Claudir Nespolo (Foto: Leonardo Lucena)

Sul 21 - Centrais sindicais realizam um dia de grande mobilização nacional nesta quarta-feira (24). Os trabalhadores do campo e da cidade vão ocupar Brasília para deixar claro que repudiam as reformas da Previdência e Trabalhista, por retirar direitos conquistados com muita luta ao longo da história. Também irão defender ‘Fora,Temer’ e eleições diretas já. Em Porto Alegre, com o mesmo teor, haverá um ato a partir das 17h30, na Esquina Democrática.

“Vamos tomar as ruas contra as reformas do Temer, a fim de pressionar deputados e senadores, impedir o golpe dentro do golpe e garantir o direito do povo brasileiro escolher o novo presidente da República”, afirma o presidente da CUT-RS, Claudir Nespolo.

Vários ônibus já partiram do Rio Grande do Sul e estão na estrada a caminho de Brasília, onde haverá uma marcha que as centrais esperam reunir milhares de pessoas de todas as regiões do país. A concentração está prevista para as 14h, no Estádio Mané Garrincha.

“Temos hoje cerca de 14 milhões de desempregados, que não podem esperar até 2018”, justifica Claudir. “A CLT nunca foi problema para gerar empregos e fazer o Brasil crescer”, ressalta.

Claudir salienta ainda que “boa parte dos parlamentares não possui autoridade moral para encaminhar a solução desta crise e, por isso, a melhor forma de honrar a Constituição é devolver a soberania ao povo brasileiro. Por isso, a realização de eleições diretas já é o caminho para resgatar a democracia e reacender a esperança”.

Professores mobilizados

Educadores e educadoras de diversas regiões do Estado viajaram na segunda-feira para participar da ocupação em Brasília, conforme deliberado no último Conselho Geral do Cpers Sindicato, em 5 de maio. Além disso, a categoria aguarda definições das centrais sindicais para aderir a uma próxima Greve Geral.

*Com informações da CUT-RS e do Cpers

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247