Chico Lopes: "Julgamento não teve nenhuma prova contra Lula"

"Em horas e horas de julgamento, não conseguiram apresentar nenhuma prova contra Lula”, avaliou o deputado federal Chico Lopes (PCdoB-CE), sobre a condenação do ex-presidente nesta quarta-feira (24). O parlamentar disse ainda que seguirá apoiando o líder petista e que o povo brasileiro sabe que essa ação, “disfarçada de combate à corrupção, serviu para legitimar um impeachment sem crime, que foi o golpe contra Dilma. E agora tenta inviabilizar a candidatura de Lula a presidente"

"Em horas e horas de julgamento, não conseguiram apresentar nenhuma prova contra Lula”, avaliou o deputado federal Chico Lopes (PCdoB-CE), sobre a condenação do ex-presidente nesta quarta-feira (24). O parlamentar disse ainda que seguirá apoiando o líder petista e que o povo brasileiro sabe que essa ação, “disfarçada de combate à corrupção, serviu para legitimar um impeachment sem crime, que foi o golpe contra Dilma. E agora tenta inviabilizar a candidatura de Lula a presidente"
"Em horas e horas de julgamento, não conseguiram apresentar nenhuma prova contra Lula”, avaliou o deputado federal Chico Lopes (PCdoB-CE), sobre a condenação do ex-presidente nesta quarta-feira (24). O parlamentar disse ainda que seguirá apoiando o líder petista e que o povo brasileiro sabe que essa ação, “disfarçada de combate à corrupção, serviu para legitimar um impeachment sem crime, que foi o golpe contra Dilma. E agora tenta inviabilizar a candidatura de Lula a presidente" (Foto: Rodrigo Rocha)

Ceará 247 - "O povo brasileiro não entende e não aceita que um ex-presidente como Lula, que mudou a história do Brasil, colocou comida na mesa de 40 milhões de pessoas, é admirado em todo o mundo, seja condenado em um processo em que nem existe prova do suposto crime, muito menos da culpa do suposto criminoso”, declarou nesta quarta-feira (24), o deputado federal Chico Lopes (PCdoB-CE). Para ele, o julgamento do ex-presidente Lula

"Em horas e horas de julgamento, não conseguiram apresentar nenhuma prova contra Lula". A avaliação é do deputado federal Chico Lopes (PCdoB-CE), que participou, nesta quarta-feira, 24/1, da grande manifestação na Praça da Justiça Federal, em Fortaleza, chamando atenção para o resultado previsível do julgamento de hoje no Tribunal Regional Federal da 4a. Região, em Porto Alegre: confirmação de uma condenação sem provas, apenas "convicções".

"O povo brasileiro não entende e não aceita que um ex-presidente como Lula, que mudou a história do Brasil, colocou comida na mesa de 40 milhões de pessoas, é admirado em todo o mundo, lidera todas as pesquisas para a eleição 2018, seja condenado em um processo em que nem existe prova do suposto crime, muito menos da culpa do suposto criminoso", destaca Chico Lopes.

Judiciário x justiça

"Como filho de lavadeira, que trabalha desde a infância, estou longe de poder dizer que entendo de Direito. Mas entendo de justiça, isso posso dizer. Aprendi desde menino que não pode haver acusação sem defesa, nem condenação sem provas", ressalta.

"Apesar disso, o que certos setores do Judiciário brasileiro vêm fazendo, e não é de hoje, é agir como partido político - e partido de direita. Rasgando a lei, acabando com as garantias mais básicas que a lei dá ao cidadão, fazendo acusações genéricas, das quais é impossível se defender. Prendendo e condenando sem provas. Tudo pra exterminar o projeto popular e progressista que conquistou benefícios reais pro País e pro povo", complementa Chico Lopes.

Lula segue forte na disputa

Para Chico Lopes, o povo compreende a situação pela qual Lula vem passando e seguirá com forte apoio ao candidato que representa a mudança no País e a retomada dos direitos sociais - contra o "pacote de maldades" de Michel Temer.

"O povo sabe que toda essa ação, disfarçada de combate à corrupção, serviu para legitimar um impeachment sem crime, que foi o golpe contra Dilma. E agora tenta inviabilizar a candidatura de Lula a presidente", aponta o deputado, lembrando que o PCdoB lançou a candidatura de Manuela D´Ávila à presidência da República, mas defende o direito de Lula também concorrer.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247